CONSULTE O RESULTADO DO SEU EXAMEIR

Telefone: (38) 3741-1137

Whatsapp: (38) 99200-1138

Check-up

Check-up

O bom mesmo é ter saúde para curtir a vida! Previna-se, faça o seu check-up no Laboratório Gerardo Trindade! Uma boa medicina preventiva é possível, fácil e acessível à grande maioria da população. Saiba por que você deve fazer o seu check-up no Laboratório Gerardo Trindade!

Por que você deve fazer um check-up laboratorial?

O check-up laboratorial é uma bateria de exames indispensáveis que deve ser seguida da orientação posterior de médicos para uma boa avaliação dos riscos para sua saúde como diabetes, anemia, risco cardíaco, infecções e inflamações, problemas nos rins, gota, alterações na tireóide e na próstata, algum sangramento no estômago e intestino. O objetivo é identificar se alguma coisa não anda bem com a saúde, antes que você apresente algum sintoma. Quando você for ao médico, já terá em mãos os resultados dos exames básicos necessários na triagem de várias doenças, facilitando a avaliação clínica que o médico irá fazer em você. Você ganha tempo e mais saúde!

Para facilitar, foram montados perfis diferentes de check-ups, de acordo com a idade, o sexo e a condição clínica do paciente.

Perfil de Check-up Indicação Periodicidade Exame
BÁSICO
Indicação: Homens e mulheres até 35 anos, sem doenças pré-diagnosticadas. Pode ser feito até por crianças.
Periodicidade: Anual
Exame: hemograma, glicose jejum, colesterol total e frações, triglicérides, uréia, creatinina, urina rotina (EAS),parasitológico de fezes (EPF)
Indicação: Homens e mulheres até 35 anos, sem doenças pré-diagnosticadas. Pode ser feito até por crianças. Periodicidade: Anual Exame: hemograma, glicose jejum, colesterol total e frações, triglicérides, uréia, creatinina, urina rotina (EAS),parasitológico de fezes (EPF)
BÁSICO FEMININO
Indicação: Mulheres acima de 35 anos, sem doenças pré-diagnosticadas.
Periodicidade: Anual
Exame: check-up básico + cálcio, TSH, T4 livre, CA125, sangue oculto nas fezes, pesquisa
Indicação: Mulheres acima de 35 anos, sem doenças pré-diagnosticadas. Periodicidade: Anual Exame: check-up básico + cálcio, TSH, T4 livre, CA125, sangue oculto nas fezes, pesquisa
FEMININO PLUS
Indicação: Mulheres acima de 40 anos, na pré-menopausa ou na menopausa.
Periodicidade: Anual
Exame: check-up básico feminino + LH, FSH, estradiol, progesterona
Indicação: Mulheres acima de 40 anos, na pré-menopausa ou na menopausa. Periodicidade: Anual Exame: check-up básico feminino + LH, FSH, estradiol, progesterona
FEMININO MELHOR IDADE
Indicação: Mulheres acima de 60 anos
Periodicidade: Anual
Exame: check-up básico feminino + vitamina B12, ácido fólico, sódio, potássio, cloretos, magnésio, zinco, fósforo, 25-OH-vitamina D, cálcio iônico
Indicação: Mulheres acima de 60 anos Periodicidade: Anual Exame: check-up básico feminino + vitamina B12, ácido fólico, sódio, potássio, cloretos, magnésio, zinco, fósforo, 25-OH-vitamina D, cálcio iônico
GESTANTE
Indicação: Mulheres grávidas
Periodicidade: A critério médico. No mínimo, uma vez durante a gestação.
Exame: hemograma, grupo sanguíneo/ fator Rh, glicose jejum, uréia, creatinina, rubéola IgG e IgM, toxoplasmose IgG e IgM, citomegalovírus IgG e IgM, HCV, anti, HBsAg, VDRL, urina rotina (EAS), urocultura
Indicação: Mulheres grávidas Periodicidade: A critério médico. No mínimo, uma vez durante a gestação. Exame: hemograma, grupo sanguíneo/ fator Rh, glicose jejum, uréia, creatinina, rubéola IgG e IgM, toxoplasmose IgG e IgM, citomegalovírus IgG e IgM, HCV, anti, HBsAg, VDRL, urina rotina (EAS), urocultura
BÁSICO MASCULINO
Indicação: Homens acima de 35 anos, sem doenças pré-diagnosticadas.
Periodicidade: Anual
Exame: check-up básico + TGO, TGP, GGT, ácido úrico, TSH, T4 livre, PSA livre/total, sangue oculto nas fezes, pesquisa
Indicação: Homens acima de 35 anos, sem doenças pré-diagnosticadas. Periodicidade: Anual Exame: check-up básico + TGO, TGP, GGT, ácido úrico, TSH, T4 livre, PSA livre/total, sangue oculto nas fezes, pesquisa
MASCULINO PLUS
Indicação: Homens acima de 45 anos, sem doenças pré-diagnosticadas.
Periodicidade: Anual
Exame: check-up básico masculino + testosterona total/livre
Indicação: Homens acima de 45 anos, sem doenças pré-diagnosticadas. Periodicidade: Anual Exame: check-up básico masculino + testosterona total/livre
MASCULINO MELHOR IDADE
Indicação: Homens acima de 60 anos
Periodicidade: Anual
Exame: check-up básico masculino + cálcio, cálcio iônico, fósforo, vitamina B12, ácido fólico, sódio, potássio, cloreto, magnésio, zinco, 25-OH-vitamina D, testosterona total/livre
Indicação: Homens acima de 60 anos Periodicidade: Anual Exame: check-up básico masculino + cálcio, cálcio iônico, fósforo, vitamina B12, ácido fólico, sódio, potássio, cloreto, magnésio, zinco, 25-OH-vitamina D, testosterona total/livre
HIPERTENSÃO
Indicação: Homens e mulheres, de qualquer idade, já diagnosticados com hipertensão arterial.
Periodicidade: Semestral
Exame: glicose, colesterol total e frações, triglicérides, uréia, creatinina, microalbuminúria, sódio, potássio, cloreto, urina rotina (EAS)
Indicação: Homens e mulheres, de qualquer idade, já diagnosticados com hipertensão arterial. Periodicidade: Semestral Exame: glicose, colesterol total e frações, triglicérides, uréia, creatinina, microalbuminúria, sódio, potássio, cloreto, urina rotina (EAS)
DIABETES
Indicação: Homens e mulheres, de qualquer idade, já diagnosticados com diabetes.
Periodicidade: Semestral
Exame: glicose, glicose pós-prandial, hemoglobina glicada, peptídeo C, frutosamina, colesterol total e frações, triglicérides, uréia, creatinina, microalbuminúria, urina rotina (EAS)
Indicação: Homens e mulheres, de qualquer idade, já diagnosticados com diabetes. Periodicidade: Semestral Exame: glicose, glicose pós-prandial, hemoglobina glicada, peptídeo C, frutosamina, colesterol total e frações, triglicérides, uréia, creatinina, microalbuminúria, urina rotina (EAS)

Indicação clínica

Na tabela abaixo tem-se um breve resumo da indicação clínica de cada exame.

Exame Indicação Clínica
Hemograma
Indicação Clínica: Avaliação de anemias e infecções.
Indicação Clínica: Avaliação de anemias e infecções.
Urina rotina (EAS)
Indicação Clínica: Avaliação da função renal: detecção de infecções urinárias.
Indicação Clínica: Avaliação da função renal: detecção de infecções urinárias.
Glicemia de jejum / glicose pós-prandial
Indicação Clínica: Detecção e acompanhamento de diabetes.
Indicação Clínica: Detecção e acompanhamento de diabetes.
Hemoglobina glicada
Indicação Clínica: Acompanhamento de diabetes. Reflete o controle dos níveis glicêmicos nos últimos dois meses antes da coleta.
Indicação Clínica: Acompanhamento de diabetes. Reflete o controle dos níveis glicêmicos nos últimos dois meses antes da coleta.
Peptídeo C
Indicação Clínica: Avaliação da capacidade do pâncreas de secretar insulina. Indicado no acompanhamento de diabetes.
Indicação Clínica: Avaliação da capacidade do pâncreas de secretar insulina. Indicado no acompanhamento de diabetes.
Frutosamina
Indicação Clínica: Acompanhamento de diabetes. Reflete o controle dos níveis glicêmicos nas últimas 2 a 3 semanas antes da coleta.
Indicação Clínica: Acompanhamento de diabetes. Reflete o controle dos níveis glicêmicos nas últimas 2 a 3 semanas antes da coleta.
Microalbuminúria
Indicação Clínica: Avaliação precoce da perda de pequenas quantidades de proteínas na urina. Importante no diagnóstico e acompanhamento das nefropatias em diabéticos e hipertensos.
Indicação Clínica: Avaliação precoce da perda de pequenas quantidades de proteínas na urina. Importante no diagnóstico e acompanhamento das nefropatias em diabéticos e hipertensos.
Colesterol total e frações + triglicérides
Indicação Clínica: Prevenção e acompanhamento de doenças cardiovasculares (risco cardíaco).
Indicação Clínica: Prevenção e acompanhamento de doenças cardiovasculares (risco cardíaco).
Uréia / creatinina
Indicação Clínica: Avaliação da função renal.
Indicação Clínica: Avaliação da função renal.
Sódio / Potássio / Cloreto
Indicação Clínica: Íons que avaliam os distúrbios hidroeletrolíticos no uso de diuréticos, importantes no acompanhamento de hipertensos.
Indicação Clínica: Íons que avaliam os distúrbios hidroeletrolíticos no uso de diuréticos, importantes no acompanhamento de hipertensos.
TGO / TGP / GGT
Indicação Clínica: Avaliação da função hepática (fígado).
Indicação Clínica: Avaliação da função hepática (fígado).
TSH / T4 livre
Indicação Clínica: Avaliação e acompanhamento da tireóide.
Indicação Clínica: Avaliação e acompanhamento da tireóide.
Ácido úrico
Indicação Clínica: Acompanhamento de gota.
Indicação Clínica: Acompanhamento de gota.
Cálcio sérico / cálcio iônico / vitamina D
Indicação Clínica: Prevenção e acompanhamento de osteoporose (ossos).
Indicação Clínica: Prevenção e acompanhamento de osteoporose (ossos).
Magnésio / Fósforo
Indicação Clínica: Juntamente com o cálcio, são importantes na prevenção e acompanhamento da osteoporose.
Indicação Clínica: Juntamente com o cálcio, são importantes na prevenção e acompanhamento da osteoporose.
Parasitológico de fezes (EPF / MIF)
Indicação Clínica: Identificação de parasitoses intestinais. Acompanhamento pós-tratamento.
Indicação Clínica: Identificação de parasitoses intestinais. Acompanhamento pós-tratamento.
Sangue oculto nas fezes, pesquisa
Indicação Clínica: Triagem de câncer colo-retal.
Indicação Clínica: Triagem de câncer colo-retal.
CEA
Indicação Clínica: Prevenção e acompanhamento de câncer colo-retal.
Indicação Clínica: Prevenção e acompanhamento de câncer colo-retal.
Vitamina B12 / Ácido fólico
Indicação Clínica: Importantes na maturação das hemácias, na síntese do DNA e na função neurológica.
Indicação Clínica: Importantes na maturação das hemácias, na síntese do DNA e na função neurológica.
Zinco
Indicação Clínica: Importante na modulação do sistema imunológico, na cicatrização de cortes, no funcionamento de órgãos reprodutores, entre outras funções.
Indicação Clínica: Importante na modulação do sistema imunológico, na cicatrização de cortes, no funcionamento de órgãos reprodutores, entre outras funções.
PSA / PSA livre-total
Indicação Clínica: Indicação Clínica: Prevenção e acompanhamento de câncer de próstata.
Indicação Clínica: Indicação Clínica: Prevenção e acompanhamento de câncer de próstata.
Testosterona (total e livre)
Indicação Clínica: Responsável pelo desenvolvimento e manutenção das características masculinas normais, como forma do corpo, sexualidade e força muscular. Em mulheres, é usado na detecção e acompanhamento da síndrome dos ovários policísticos.
Indicação Clínica: Responsável pelo desenvolvimento e manutenção das características masculinas normais, como forma do corpo, sexualidade e força muscular. Em mulheres, é usado na detecção e acompanhamento da síndrome dos ovários policísticos.
Ca 125
Indicação Clínica: Prevenção e acompanhamento de câncer de ovário.
Indicação Clínica: Prevenção e acompanhamento de câncer de ovário.
LH / FSH / Estradiol
Indicação Clínica: Hormônios femininos importantes no desenvolvimento e manutenção das características femininas normais, como forma do corpo, sexualidade, fertilidade. Importante no acompanhamento da menopausa e na síndrome dos ovários policísticos.
Indicação Clínica: Hormônios femininos importantes no desenvolvimento e manutenção das características femininas normais, como forma do corpo, sexualidade, fertilidade. Importante no acompanhamento da menopausa e na síndrome dos ovários policísticos.
Progesterona
Indicação Clínica: Hormônio feminino importante na manutenção e acompanhamento da gestação.
Indicação Clínica: Hormônio feminino importante na manutenção e acompanhamento da gestação.
HBsAg, anti
Indicação Clínica: Detecção precoce da hepatite B. O vírus da hepatite B não causa doenças congênitas, mas é indicada a vacinação do recém-nascido de mães soro-positivas para hepatite B antes da amamentação para evitar uma possível infecção da criança.
Indicação Clínica: Detecção precoce da hepatite B. O vírus da hepatite B não causa doenças congênitas, mas é indicada a vacinação do recém-nascido de mães soro-positivas para hepatite B antes da amamentação para evitar uma possível infecção da criança.
Rubéola IgG e IgM, anti
Indicação Clínica: Avaliação da imunidade da gestante contra o vírus da rubéola, que pode causar doenças congênitas no feto, inclusive cegueira, surdez, problemas cardíacos, retardo mental, entre outras doenças.
Indicação Clínica: Avaliação da imunidade da gestante contra o vírus da rubéola, que pode causar doenças congênitas no feto, inclusive cegueira, surdez, problemas cardíacos, retardo mental, entre outras doenças.
Toxoplasmose IgG e IgM, anti
Indicação Clínica: Avaliação da imunidade da gestante contra o protozoário Toxoplasma gondii, que pode causar doenças congênitas na criança, inclusive cegueira, surdez e danos ao sistema nervoso.
Indicação Clínica: Avaliação da imunidade da gestante contra o protozoário Toxoplasma gondii, que pode causar doenças congênitas na criança, inclusive cegueira, surdez e danos ao sistema nervoso.
Citomegalovírus IgG e IgM, anti
Indicação Clínica: Avaliação da imunidade da gestante contra o citomegalovírus, que pode provocar abortos espontâneos.
Indicação Clínica: Avaliação da imunidade da gestante contra o citomegalovírus, que pode provocar abortos espontâneos.
VDRL
Indicação Clínica: Avaliação da imunidade da gestante contra a bactéria Treponema pallidum, causadora da sífilis. A sífilis pode provocar aborto espontâneo, parto prematuro e sífilis congênita, com alterações oculares e auditivas, além de retardo mental.
Indicação Clínica: Avaliação da imunidade da gestante contra a bactéria Treponema pallidum, causadora da sífilis. A sífilis pode provocar aborto espontâneo, parto prematuro e sífilis congênita, com alterações oculares e auditivas, além de retardo mental.
HCV, anti
Indicação Clínica: Avaliação da imunidade da gestante contra o vírus da hepatite C. A transmissão do vírus da mãe para o filho ocorre em cerca de 5 a 6% das gestações, geralmente em mães soropositivas para HIV também. A detecção do HCV na mãe é importante para o acompanhamento da criança após o parto.
Indicação Clínica: Avaliação da imunidade da gestante contra o vírus da hepatite C. A transmissão do vírus da mãe para o filho ocorre em cerca de 5 a 6% das gestações, geralmente em mães soropositivas para HIV também. A detecção do HCV na mãe é importante para o acompanhamento da criança após o parto.
HIV, anti
Indicação Clínica: Avaliação da imunidade da mãe contra o vírus da AIDS. A detecção precoce é importante para evitar a transmissão do vírus para a criança pela mãe, que, se soro-positiva, já inicia o tratamento na gestação.
Indicação Clínica: Avaliação da imunidade da mãe contra o vírus da AIDS. A detecção precoce é importante para evitar a transmissão do vírus para a criança pela mãe, que, se soro-positiva, já inicia o tratamento na gestação.