Página 2 de 18

A importância do check-up em tempos de pandemia

Desde o ano passado o foco das preocupações da população é a covid-19, e com razão, mas é importante ter em mente que todas as outras doenças não podem ser esquecidas e, quando instaladas, devem ser monitoradas pelo médico com regularidade.

Muitas doenças são silenciosas, isso quer dizer que elas não apresentam nenhum sintoma, sendo detectadas apenas após um diagnóstico. Além disso, as comorbidades já são comprovadas como fatores de risco para pacientes com coronavírus. Isso só reforça a importância da realização periódica do check-up.

Para facilitar a realização dos seus exames foram montados perfis diferentes de check-ups no Gerardo Trindade, de acordo com a sua idade, sexo e condição clínica:

BÁSICO PLUS: homens e mulheres até 40 anos, sem doenças pré-diagnosticadas. Pode ser feito até por crianças. Exames indicados: hemograma, glicose jejum, colesterol total e frações, triglicérides, uréia, creatinina, TGO, TGP, GGT, ácido úrico, TSH, T4 livre, Vitamina D, urina rotina (EAS), pesquisa de sangue oculto nas fezes.

FEMININO PREMIUM: mulheres acima de 40 anos, na pré-menopausa ou na menopausa. Exames indicados: check-up básico plus + LH, FSH, estradiol, progesterona, CA125.

FEMININO MASTER: mulheres acima de 60 anos. Exames indicados: check-up feminino premium + vitamina B12, ácido fólico, sódio, potássio, cloretos, magnésio, zinco, fósforo, cálcio, cálcio iônico, PTH.

GESTANTE: deve ser realizado com a regularidade solicitada pelo médico. Exames: hemograma, ferro, ferritina, ácido fólico, vitamina B12, grupo sanguíneo/fator Rh, glicose jejum, Teste de tolerância oral à glicose, uréia, creatinina ,Vitamina D, rubéola IgG e IgM,toxoplasmose IgG e IgM, citomegalovírus IgG e IgM, HCV, anti, HBsAg, VDRL, urina rotina (EAS), urocultura.

MASCULINO PREMIUM: homens acima de 40 anos, sem doenças pré-diagnosticadas. Exames indicados: check-up básico plus + PSA livre/total, testosterona, total/livre.

MASCULINO MASTER: homens acima de 60 anos. Exames indicados: check-up masculino premium + cálcio, cálcio iônico, PTH, fósforo, vitamina B12, ácido fólico, sódio, potássio, cloreto, magnésio, zinco.

Conte com o Gerardo Trindade para cuidar da sua saúde!


Por uma vida mais leve: como os hábitos interferem na qualidade de vida?

Boas escolhas e equilíbrio são fundamentais para conquistar qualidade de vida, não à toa os hábitos interferem diretamente na saúde do corpo e da mente. Será que você leva uma vida mais leve em comparação ao passado – recente ou distante? 

Abandonar velhos hábitos é a melhor maneira de dar lugar para os novos e saudáveis. Você pode começar a fazer isso pela alimentação, com simples e importantes trocas: temperos prontos por temperos caseiros e ervas naturais; refinados por integrais; açúcar refinado por demerara ou mascavo; frituras por grelhados ou assados; doces por frutas; achocolatado por cacau em pó;  refrigerantes por sucos naturais ou água saborizada. 

Sabe aqueles alimentos industrializados que você ainda insiste em colocar na lista de compras? Eles são ricos em gorduras saturadas, sódio e açúcares, contribuindo para o surgimento de doenças como hipertensão, diabetes, câncer, derrames e infarto. A base da alimentação deve ser sempre os produtos naturais, ricos em nutrientes: legumes, verduras, frutas, leguminosas, castanhas, alimentos integrais e assim por diante.

Muitas pessoas colocam a atividade física num patamar inalcançável, mas é comprovado que uma horinha de caminhada já reduz a pressão arterial, por exemplo, sem falar no bem-estar e disposição que esse simples exercício proporciona. Imagina diariamente? Se você fica muito tempo parado e embarca no sedentarismo isso influencia não apenas no seu colesterol e pressão arterial, mas na sua qualidade de vida no geral. Levanta-se, movimente-se, encontre uma atividade física que combine com você e experimente todos os benefícios de optar pela sua saúde e bem-estar!

Outro aspecto que influencia na qualidade de vida é o sono. Repor as energias e estar no pique total para o dia que você tem pela frente é muito importante para todas as funções do organismo, incluindo as funções do cérebro! A dica é criar um ritual do sono: desligar os aparelhos eletrônicos algumas horas antes de ir para cama, fazer um chá, deixar o quarto arejado, colocar lençóis limpinhos, deixar o ambiente cheiroso e relaxante, pegar um bom livro e criar o hábito de dormir sempre no mesmo horário. 

Suas escolhas interferem diretamente na sua qualidade de vida, no exemplo que você dá aos seus filhos e às pessoas que moram com você, além de ditar o ritmo da sua saúde – não apenas na ausência de doenças, mas no seu bem-estar, disposição, vigor e alegria diariamente!

Viver leve é ter a consciência tranquila de que você está fazendo o melhor que pode para cuidar de quem mais importa, você!

Conte com o Gerardo Trindade para cuidar da sua saúde!


Coronavírus: mitos e verdades

Há um ano o mundo recebeu a notícia de que vivia uma pandemia, um vírus desconhecido circulava e as pessoas mais afetadas, a princípio, eram os idosos. Com o tempo, algumas coisas mudaram, incluindo a perspectiva da vacinação em massa, mas algumas notícias falsas ainda circulam – principalmente nas redes sociais. 

1- Pessoas de todas as idades, incluindo crianças, podem ser infectadas pela covid-19 

Verdade. Pessoas de qualquer idade podem ser acometidas pelo vírus. Crianças e adolescentes costumam apresentar quadros leves ou assintomáticos. No entanto, já foram registrados casos graves e até morte, nestes grupos. 

2 – Quem pegou o coronavírus está imune de pegar a doença novamente

Mito. Com a disseminação das novas variantes é possível que as reinfecções sejam mais frequentes do que antes. 

3- As vacinas são seguras 

Verdade. Não há relatos de mortes relacionadas às vacinas. Sendo assim, de acordo com os especialistas, os benefícios da vacinação são imensamente superiores a qualquer risco relacionado a elas. Porém, para alguns grupos, como lactantes e gestantes ainda não há certeza da segurança das vacinas, pois as vacinas não foram testadas nestes grupos.

4 – A Covid é letal em qualquer idade 

Verdade. Todas as faixas etárias, desde recém-nascidos, têm risco de morrer por COVID-19, porém o risco de morte é maior em idosos e pessoas com comorbidades, por serem mais propensos ao desenvolvimento dos quadros mais graves da doença.

5- O consumo de alguns tipos de alimentos e vitaminas protege contra a Covid-19

Mito. Nenhum tipo de alimento ou vitamina é capaz de promover um efeito protetor específico em relação à doença. Porém, já é sabido que a vitamina D e o zinco são essenciais para o fortalecimento do sistema imunológico como um todo. A maior proteção que temos é seguir os cuidados básicos: usar máscara, lavar as mãos ou usar álcool gel, manter o distanciamento mínimo de 1,5 m de outras pessoas e evitar aglomerações. 

6- O vírus fica suspenso no ar

Verdade. Os aerossóis, que são partículas menores geradas por fala, tosse, espirro e que podem ficar suspensas no ar por horas, sobretudo em ambientes fechados e mal ventilados. 

7- Os sapatos podem espalhar o vírus 

Verdade, mas é uma forma de transmissão incomum. A grande maioria dos casos é transmitida através da eliminação, pela pessoa infectada, de gotículas contendo o vírus que atingem os olhos, nariz e boca de outro indivíduo. 

8- Pessoas assintomáticas podem transmitir o vírus 

Verdade. O período de transmissibilidade começa antes do início dos sintomas (geralmente 48 horas antes). Mas, ele pode se estender até 10 ou 20 dias após, dependendo da gravidade da doença e da carga viral que a pessoa foi submetida. Por isso a importância de não confiar em ninguém, porque a pessoa pode não saber que está infectada. Use máscara, higienize as mãos e mantenha o distanciamento social.

Se você teve contato com uma pessoa infectada ou apresenta sintomas suspeitos, não fique na dúvida! Faça o teste do antígeno no Laboratório Gerardo Trindade. Quanto mais precoce for o diagnóstico, melhores as chances de um bom prognóstico e menos pessoas você poderá contaminar. O resultado do seu exame é liberado em até uma hora! 

Gerardo Trindade, há 58 anos cuidando da saúde de sua família!

Alimentação e movimento: uma dupla de sucesso na prevenção de doenças

Você costuma procurar um médico apenas quando sente algum desconforto ou dor? Então você faz parte do grupo de pessoas que defendem a medicina curativa. Em contrapartida, não seria bem mais proveitoso prevenir esses desconfortos ou dores através de uma dupla de sucesso na prevenção de doenças: a alimentação e a prática de exercícios físicos?

Vivemos em um mundo acelerado em todos os sentidos, dizemos que 24h por dia é pouco para trabalhar, cuidar da casa, da família, das pendências e do principal, da nossa saúde. Será? Claro que os desafios de organizar tudo isso de forma que nada fique de fora é muito grande, mas não impossível. Ao fazê-lo você não estará “gastando” horas, mas investindo suas horas em algo muito maior: qualidade de vida! 

Cuidar da saúde deve ser sua maior prioridade, a número 1 da sua lista de afazeres. Falando assim parece muito complicado, mas é mais fácil do que você imagina. Já é comprovado que ter uma alimentação saudável e equilibrada, além de uma rotina de atividades físicas, é capaz de prevenir inúmeras doenças. Não apenas isso, essa dupla contribui para que você conquiste qualidade de vida, bem-estar, vigor, disposição, alegria e saúde mental, independente da sua idade. 

Se você considera um desafio começar a mudar seus hábitos você não está sozinho. A dica é começar de forma gradual, tanto na escolha dos alimentos que vão para o prato quanto nos movimentos. Com o tempo e para que você fique mais seguro em relação às suas escolhas você pode procurar um profissional de nutrição para uma dieta individualizada, a fim de prevenir e reduzir os índices de doenças, levando em consideração a sua individualidade bioquímica, equilíbrio nutricional, biodisponibilidade de nutrientes e histórico familiar. 

Os exercícios físicos, por sua vez, liberam hormônios que regulam o organismo e aceleram o metabolismo. Não é necessário pegar pesado, basta que você encontre uma atividade que se adeque à sua rotina e perfil. O ideal é que você pratique essa atividade pelo menos três vezes por semana, intercalando com o descanso. 

A melhor maneira de começar a fazer essas mudanças é acreditando no seu potencial. Todos os dias a escolha de não apenas prevenir as doenças, mas ter qualidade de vida e saúde, é exclusivamente sua. 

É imprescindível fazer um check-up para avaliar seu estado de saúde geral e não fazer nenhuma mudança radical sem acompanhamento médico. 

Conte com o Gerardo Trindade para cuidar da sua saúde!


Você se alimenta de quê?

Quando você arruma seu prato, seja no café da manhã, almoço, lanche ou jantar, você costuma refletir sobre o tipo de alimentação que você possui? Essa resposta diz muito sobre a sua relação com a alimentação e a nutrição!

Uma alimentação saudável, balanceada e nutritiva é aquela que oferece exatamente o que o nosso corpo precisa, nem mais nem menos. Por isso é preciso ingerir macro e micronutrientes de forma que o organismo funcione da melhor maneira possível e não apenas fique livre de doenças. Como a Organização Mundial de Saúde (OMS), aponta: “saúde é um estado de completo bem-estar físico, mental e social e não somente ausência de afecções e enfermidades.”

Os macronutrientes

São alimentos que fornecem grande quantidade de energia e, por isso, o corpo precisa deles em grandes quantidades: água, carboidratos, gorduras e proteínas. 

Os carboidratos são nutrientes que fornecem energia para o nosso organismo. A ingestão de carboidratos evita que as proteínas dos tecidos sejam usadas para o fornecimento de energia. Quando isso ocorre, há comprometimento do crescimento e reparo dos tecidos, que são as funções importantes das proteínas.

As gorduras ou lipídeos são os principais fornecedores de energia, além dos carboidratos. Também são responsáveis por proteger os órgãos contra lesões, manter a temperatura do corpo, ajudar na absorção de algumas vitaminas ( A, D, E e K) e produzir uma sensação de saciedade depois das refeições. Elas podem ser tanto de origem animal quanto vegetal. As de origem animal geralmente são sólidas e as de origem vegetal são líquidas.

E o colesterol? Ele não é um tipo de gordura, como muitos acreditam, mas sim um composto parecido com esse nutriente e que participa de vários processos orgânicos envolvendo os lipídeos. Conhecido como um vilão, o colesterol tem, na verdade, importantes funções, como estruturação das células, formação de hormônios e de vitamina D. O colesterol só é prejudicial quando ingerido em excesso, acumulando-se no sangue, o que aumenta o risco de doenças cardiovasculares.

As proteínas, por sua vez, são imprescindíveis para o crescimento, construção e reparação dos tecidos do nosso corpo, além de fazerem parte da composição dos anticorpos do sistema imunológico e participarem ativamente de inúmeros processos metabólicos. Quando necessário, as proteínas são convertidas em glicose para fornecer energia.

Os micronutrientes 

São alimentos que facilitam as reações químicas que ocorrem no corpo. As vitaminas, por exemplo, são essenciais para o funcionamento do metabolismo e também para regular a função celular. 

As vitaminas são essenciais para ajudar as proteínas a construir e/ou manter os tecidos e os processos metabólicos. O excesso de vitaminas é eliminado pelas fezes ou urina. Assim, se passamos por longos períodos de alimentação incorreta certamente vamos apresentar carências de vitaminas e minerais.

As melhores fontes alimentares são aquelas nas quais os minerais estão presentes em maior quantidade e são melhor absorvidos pelo organismo.

O Ministério da Saúde disponibiliza alguns materiais muito interessantes sobre alimentação saudável, vale a pena consultá-los!

Quanto mais colorido e variado for seu prato, mais nutritivo ele será! Então que tal mudar a sua relação com os alimentos e caprichar nas escolhas? 

Vale lembrar que a suplementação nutricional só deve ser feita sob orientação de um nutricionista ou médico. Isso porque o excesso de alguns nutrientes é eliminado na urina ou nas fezes, mas outros podem ficar acumulados e serem tóxicos ao organismo. A alimentação desequilibrada pode levar ao aparecimento de carências nutricionais. Mantenha suas consultas e exames em dia, conte com o Gerardo Trindade!

Fonte: Ministério da Saúde


Descarte correto de medicamentos vencidos

Você já descartou seus medicamentos de maneira inadequada, como no lixo comum ou na privada, por não saber o que fazer com eles? Essa atitude prejudica a todos: meio ambiente (água, solo e animais), além de nós mesmos. 

O medicamento que é descartado no lixo comum, por exemplo, vai direto para o aterro sanitário. Lá, ele é transformado em chorume, um líquido que sobra da decomposição do lixo. Esse líquido, por sua vez, é absorvido pelo solo e contamina o lençol freático –  isso compromete tudo: os rios, as plantas, os animais e, claro, os seres humanos. 

Os medicamentos que são jogados na privada, por sua vez, alcançam a rede de esgoto e daí vão diretamente para o rio onde o esgoto é despejado.

Já no rio, os medicamentos descartados de forma errada contaminam as plantas e os peixes. Quando o peixe é comido, a cadeia de contaminação é finalizada no homem.

Os antibióticos descartados, por exemplo, contribuem para o surgimento de bactérias multirresistentes, tipos de microrganismos que possuem a capacidade de resistir aos efeitos dos antibióticos conhecidos. Já os hormônios, como anticoncepcionais, podem causar amadurecimento sexual precoce nas crianças, além de estarem associados ao surgimento de alguns tipo de câncer.

Como evitar que tudo isso aconteça?

Se cada um fizer a sua parte, juntos, podemos evitar que tudo isso aconteça! Confira abaixo algumas maneiras simples:

– Compre somente a quantidade de medicamento necessária ao tratamento prescrito pelo médico;

– Evite a automedicação;

– Repasse o que restou dos medicamentos, se eles estiverem dentro do prazo de validade, a um postinho de saúde;

– Não jogue, em hipótese alguma, os medicamentos no lixo doméstico ou na privada;

– Realize o descarte adequado!

O Laboratório Gerardo Trindade disponibiliza um coletor especial para o recolhimento de medicamentos vencidos. Traga já o seu e contribua para um mundo melhor!

O sono e a sua influência sobre a saúde

Nada como uma boa noite de sono: quem nunca ouviu essa frase? O sono repõe as energias, revigora o corpo e a mente, regula as funções orgânicas, fortalece o sistema imunológico, consolida a memória e por tudo isso desempenha um papel imprescindível na saúde.

A falta de sono pode causar, além do conhecido cansaço no dia seguinte, fadiga, irritabilidade e lapsos de memória. A principal manifestação dos problemas crônicos é a sonolência diurna exagerada, passando por alterações do humor, da memória e das capacidades mentais, como aprendizado, raciocínio e pensamento.

Um sinal que merece atenção é o ronco. Popularmente interpretado como sinal de que a pessoa dorme bem, ele mostra justamente o oposto. Quem ronca está esforçando sua musculatura respiratória para além de seus limites e sobrecarregando o coração de trabalho (Ministério da Saúde).

A indicação é dormir de 6 a 8 horas por dia, mas é claro que isso vai depender de pessoa para pessoa. Nem sempre dormir por muitas horas garante um sono reparador, o ideal é observar se você costuma acordar cansado, se possui dificuldades para pegar no sono ou acorda de hora em hora e assim por diante. 

Algumas dicas são bem-vindas e podem ajudar você a ter uma boa noite de sono sem muito esforço:

• Prepare um ambiente apropriado para o sono. Observe se a iluminação, temperatura, colchão e travesseiros estão adequados;

• Evite ficar no celular, assistir TV ou jogar videogame pelo menos 3 horas antes de ir dormir;

• Evite ir para cama sem sono, essa atitude pode acabar prejudicando seu relaxamento. Ficar tenso para dormir é a pior coisa que você pode fazer pelo seu sono;

• Procure fazer refeições leves à noite e, de preferência, 2 horas antes de dormir; 

• Crie uma rotina: horários regulares colaboram para um bom sono. Por isso, procure dormir e acordar nos mesmos horários. 

• Mesmo que seja difícil, evite pensar nos problemas e tensões do dia a dia: leia um bom livro ou escute uma música relaxante. 

O papel da melatonina

A melatonina é um hormônio produzido naturalmente pela glândula pineal por meio da intensidade luminosa, ou seja, é sensível à luz. Isso faz com que a sua produção seja bloqueada na claridade ou durante o dia e, em contrapartida, seja estimulada em ambientes escuros ou à noite. Também conhecida como o hormônio do sono, a melatonina organiza o ciclo diário e identifica quando é dia ou noite para que o corpo se organize e desempenhe suas atividades de acordo com as necessidades de cada período.

Além do sono, a melatonina apresenta efeito antioxidante, anti-inflamatório, desacelera a respiração e a frequência cardíaca, promove a diminuição da temperatura corporal e o relaxamento dos músculos e controla o açúcar e a insulina. 

Caso você tome todas as medidas para ter uma boa noite de sono e não tenha sucesso, mantenha a tranquilidade e procure um médico. Ele irá indicar uma série de exames para avaliar sua saúde de maneira geral, com o objetivo de avaliar se o que está atrapalhando seu sono é físico. Siga as recomendações do seu médico e conte com o Gerardo Trindade para cuidar da sua saúde!

Saúde da Mulher

Estamos no mês de Março, um mês em que se comemora o Dia Internacional da Mulher. Por mais especial e admirável que seja dar conta de tantos papéis (e são tantos), nada é mais importante do que priorizar a sua saúde!

Cuidar da saúde não se resume apenas a manter os exames em dia, mas ter uma postura de enfrentamento diante de qualquer tipo de atitude prejudicial à saúde: alimentação inadequada, pobre em nutrientes; sedentarismo; descuido da saúde mental; relacionamentos abusivos; não planejamento de uma gestação saudável e assim por diante.

Alimentação é tudo (ou quase)

Quase, porque sem tudo aquilo que foi citado anteriormente a mulher acaba não tendo a qualidade de vida que poderia e deveria ter. Porém, uma coisa de cada vez. No quesito alimentação:

– Aumente a ingestão de água durante o dia e no intervalo entre as refeições;
– Consuma alimentos fontes de proteínas magras e carboidratos integrais;
– Evite o consumo de gorduras ruins: saturada e trans; dê preferência para alimentos fontes de gorduras saudáveis: abacate, azeite, oleaginosas;
– Consuma sal e açúcar de forma moderada, dando preferência às ervas;
– Evite o consumo de industrializados ricos em calorias, gorduras, açúcares, sal, cafeína e conservantes;
– Planeje suas refeições;
– Tenha em mente que nenhum alimento é proibido, mas cada escolha influenciará na sua saúde mesmo que a longo prazo;
– Não caia nas armadilhas das dietas milagrosas;
– Respeite os sinais de fome e saciedade.

Movimento faz bem (em todos os sentidos)

Se a vida está em constante movimento, por que ficar parada? Você pode não apreciar a musculação, por exemplo, ou o próprio ambiente de academia. Por outro lado, pode sentir um tremendo bem-estar caminhando antes da jornada de trabalho, fazendo yoga ou andando de bike. Se correr faz com que você sinta prazer, corra. Se é dança, dance; e assim por diante. Encontre o tipo de exercício que mais combina com você e veja as mudanças que ocorrerão…

Saúde mental importa

A mulher é cobrada em todos os sentidos desde o início dos tempos, precisa dar conta da casa e dos filhos, ter uma carreira, vida acadêmica, ser bem-sucedida, conquistar bens materiais, ser independente, ser uma boa líder, ter sucesso, ser ótima esposa, mãe e filha. São tantas cobranças que é comum que a mulher pense que isso tudo é natural, mas não é. A mulher, como qualquer outra pessoa, é um ser humano e não pode ser a mulher maravilha 24h por dia.

Cuidar da saúde mental é ter em mente que lidar com todas essas cobranças, às vezes as próprias, pode ter efeitos sérios sobre sua saúde de maneira geral. Ansiedade, estresse, depressão, insônia e transtornos alimentares não devem ser encarados como normais. Procure ajuda, cuide de você com amor e carinho!

Planejamento é sinônimo de qualidade de vida

Planejar o dia, a semana, o mês já faz parte da rotina de muitas mulheres que precisam manter tudo em ordem em casa, nos estudos e no trabalho. Por outro lado, é importante destacar também a importância do planejamento reprodutivo para que haja consciência, liberdade de escolhas em relação ao futuro e, é claro, uma gestação tranquila e saudável.

Rastreamento de doenças

O rastreio de doenças, principalmente do câncer do colo do útero e câncer de mama, é fundamental para viver com tranquilidade e qualidade de vida. O início da coleta do exame Papanicolau, para rastreio do câncer de colo de útero, deve ser aos 25 anos de idade para as mulheres que já tiveram atividade sexual. Os exames devem seguir até os 64 anos e serem interrompidos quando, após essa idade, as mulheres tiverem pelo menos dois exames negativos consecutivos nos últimos cinco anos. Já o rastreamento para o câncer de mama, com o exame de mamografia é a estratégia de saúde pública que tem sido adotada em contextos onde a incidência e a mortalidade por câncer de mama são elevadas. A recomendação para as mulheres de 50 a 69 anos é a realização de mamografia a cada dois anos e do exame clínico das mamas a cada ano (Ministério da Saúde).

Além disso, existem exames indicados para cada fase da vida da mulher:

BÁSICO PLUS

Mulheres até os 40 anos sem doenças pré-diagnosticadas, incluindo meninas, devem fazer anualmente: hemograma, glicose jejum, colesterol total e frações, triglicérides, uréia, creatinina, TGO, TGP, GGT, ácido úrico, TSH, T4 livre, Vitamina D, urina rotina (EAS), sangue oculto nas fezes.

FEMININO PREMIUM

Mulheres acima dos 40 anos, na pré-menopausa ou menopausa: check-up básico plus + LH, FSH, estradiol, progesterona, CA125.

FEMININO MASTER

Mulheres acima de 60 anos: check-up feminino premium + vitamina B12, ácido fólico, sódio, potássio, cloretos, magnésio, zinco, fósforo, cálcio, cálcio iônico, PTH

GESTANTES

Mulheres grávidas devem fazer periodicamente, de acordo com critério médico: hemograma, ferro, ferritina, ácido fólico,vitamina B12, grupo sanguíneo/fator Rh, glicose jejum, teste de tolerância oral à glicose, uréia, creatinina,vitamina D, rubéola IgG e IgM, toxoplasmose IgG e IgM, citomegalovírus IgG e IgM, HCV, anti HBsAg, VDRL, urina rotina (EAS), urocultura.

Conte com o Gerardo Trindade para cuidar da sua saúde!

Obesidade é coisa séria

Obesidade é coisa séria

A obesidade está associada a uma série de doenças cardiovasculares e respiratórias, câncer e diabetes, sem falar na falta de qualidade de vida que acomete as pessoas que são obesas. Só existe um jeito de evitar que ela faça parte da sua vida, tendo hábitos saudáveis.

As causas da obesidade são diversas, entre elas estão os fatores genéticos, o metabolismo lento, o que favorece o acúmulo de gorduras e dificulta o emagrecimento, o sedentarismo e a alimentação inadequada, pobre em nutrientes e rica em gordura, além de fatores psicológicos, que podem desencadear crises de compulsão alimentar. No entanto, a alimentação inadequada e o sedentarismo costumam ser as mais comuns.

A dupla alimentação saudável e exercícios físicos é infalível e, por isso, a melhor forma de prevenir não só a obesidade como todas as outras doenças. Vale lembrar que a obesidade começa com o sobrepeso! A dica é incluir no seu cardápio alimentos saudáveis e nutritivos, como:

Cereais integrais: como eles não passam por processos de refinamento não perdem seus nutrientes e contribuem para o funcionamento do organismo, normalização da flora intestinal e até para o humor! O que é super bem-vindo durante a reeducação alimentar, né? São eles: aveia, arroz integral, arroz negro, trigo em grão, fibra de trigo, freekeh, quinoa e amaranto.

Leguminosas: são excelentes fontes de fibras, ferro do tipo não heme e potássio e ainda melhoram os níveis de açúcar no sangue. São eles: feijão, lentilha, ervilha, grão-de-bico, amendoim, entre outros.

Óleos prensados a frio: a prensagem a frio é o único método de extração que garante um óleo puro. São considerados funcionais, porque são ricos em ômegas e ácidos graxos essenciais, importantíssimos para manter o bom funcionamento das células. São eles: óleo de coco, macadâmia, linhaça, chia, gergelim, abacate e azeite de oliva.

Fermentados: são ricos em probióticos (organismos vivos), que  ajudam a controlar problemas, como a síndrome do intestino irritável, inchaço e flatulência, além de fortalecer o sistema imunológico e reduzir o risco de desenvolvimento de alguns tipos de câncer. São eles: iogurte, leite fermentado, queijo cottage e kefir.

Só incluir estes alimentos não basta, é preciso excluir da sua alimentação os processados e ultraprocessados, doces, refrigerantes e alimentos pobres em nutrientes.

Atividades físicas precisam fazer parte da rotina, ainda que você tenha um dia a dia corrido. A saúde precisa estar em primeiro lugar, viu? Além disso, no início de qualquer mudança de hábito parece que você correu uma maratona, mas o importante é não desanimar. Segundo a ABESO, pequenas perdas de peso (e manutenção desse novo peso) já trazem melhorias significativas à saúde:

Perda de 5% do peso:

Melhoria na  taxa de colesterol HDL (colesterol bom);
Mais qualidade de vida;
Menos gordura no fígado (esteatose hepática).

Perda de 5 a 10% do peso:

Melhora na função urinária;
Menos dores nos ossos e articulações;
Menos problemas de mobilidade com aumento da idade;
Possível redução do risco de depressão.

Perda de mais de 10%:

Menos chance de desenvolver doença no fígado não ligada ao consumo de álcool;
Menos problemas no coração e sistema circulatório.

Como anda sua relação com a alimentação e a balança? Comece a mudar seus hábitos e cuide de quem mais importa: você!

Conte com o Gerardo Trindade para cuidar da sua saúde!

Vitamina D: essencial para a imunidade

Você sabia que a maior parte da vitamina D é ativada pelo sol e que ela é essencial para a imunidade? Foi na década de 70 que os cientistas descobriram que a vitamina D, na verdade, era um hormônio. No entanto, sua nomenclatura já estava criada e acabou permanecendo. Não à toa, a vitamina D é ativada a partir dos raios ultravioletas do tipo B (UVB). 

Como a principal fonte no organismo vem da sua síntese na pele, por ação solar, é imprescindível tomar sol diariamente sem filtro solar – preferencialmente no início da manhã ou no final da tarde. 

A fonte alternativa é a dieta, responsável por 20% das das necessidades corporais: alimentos como peixes de água salgada, sardinha e salmão; carnes; leite; ovos; manteiga; castanhas e nozes; feijão; couve e espinafre são fontes de vitamina D, mas teriam que ser consumidos em grande quantidade. Por isso, o sol é realmente a principal fonte!

O que a vitamina D tem a ver com a imunidade?

As células que fazem parte do sistema imunológico, como os linfócitos, têm receptores para a vitamina D, que atua no fortalecimento do sistema de defesa, prevenindo uma série de doenças.

Além de ter um papel importante na imunidade, a vitamina D  é um hormônio que regula a quantidade de cálcio e fósforo no organismo, aumentando a absorção desses sais minerais no intestino. Dessa maneira, ela é responsável pela saúde dos ossos e tem um papel muito importante na força muscular, o que é muito benéfico para os idosos – principalmente quando falamos em prevenir quedas.

Em algumas faixas etárias a suplementação de vitamina D pode acontecer como preventiva, através de reposição oral, e deve ser acompanhada por um médico ou um profissional nutricionista, com indicação criteriosa, baseada em necessidades individuais, considerando grupos de risco ou carência previamente detectada. Para tanto, é necessário avaliar o nível de vitamina D no sangue. 

Para diagnosticar a deficiência ou não de vitamina D é preciso realizar o exame 25-OH-D. Este exame constitui o melhor marcador, conseguindo avaliar a concentração de vitamina D no organismo de forma prática e rápida. 

Conte com o Gerardo Trindade para cuidar da sua saúde!


Página 2 de 18