Autor: Laboratório Gerardo Trindade (Página 1 de 12)

Hanseníase: conhecer para combater

Durante o mês de Janeiro, também chamado de “Janeiro Roxo”, a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), junto com o Departamento de Hanseníase e a Sociedade Brasileira de Hansenologia (SBH), promovem campanhas e ações educativas para a população, reforçando o compromisso em controlar a doença, oferecendo diagnóstico e tratamento corretos.

As campanhas têm o objetivo de chamar a atenção da sociedade e das autoridades de saúde sobre a importância da prevenção e do tratamento adequado, além de difundir informações e desfazer preconceitos que tanto prejudicam o diagnóstico precoce da doença. Após perceber os sintomas, é importante que se busque o tratamento adequado, oferecido gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

AFINAL, O QUE É HANSENÍASE?

A hanseníase, que um dia já foi chamada de lepra, está entre as doenças ditas negligenciadas, que acometem as populações mais pobres do planeta. A Índia ocupa o primeiro lugar em números de casos, mas o Brasil vem logo atrás, na segunda posição. 

A imagem negativa da doença remonta aos tempos bíblicos, quando ela causava incapacidades físicas estigmatizantes. Porém, essa visão não corresponde à realidade atual, onde já existe tratamento eficaz e cura.

COMO SE PEGA?

É uma infecção causada pela bactéria Mycobacterium leprae. O contágio ocorre por meio de convivência muito próxima e prolongada com o doente da forma transmissora (multibacilar), que não se encontra em tratamento, por contato com gotículas de saliva ou secreções do nariz. Tocar a pele do paciente não transmite a hanseníase. Cerca de 90% da população tem defesa contra a doença, assim poucas pessoas que entram em contato com indivíduos não tratados, de fato, adoecem. 

O tempo entre a aquisição da doença e da manifestação dos sintomas, pode variar de 6 meses a 5 anos. A maneira como a hanseníase se manifesta varia de acordo com a genética de cada pessoa. 

A doença atinge principalmente a pele e os nervos periféricos. Podem surgir manchas brancas, avermelhadas ou acobreadas que podem se elevar, além de caroços. A principal característica das lesões é a diminuição de sensibilidade ao calor, ao frio e à dor. Podem também, ocorrer formigamentos e diminuição de força em mãos e pés.

COMO É REALIZADO O TRATAMENTO?

O tratamento é gratuito e realizado pelo SUS em todo território nacional, podendo durar de 6 a 12 meses. Após o início da terapia, não é necessária nenhuma medida higiênica ou de isolamento domiciliar, como separação de talheres, etc. 

A hanseníase tem cura e quanto mais cedo for realizado o diagnóstico, menor o risco de sequelas. É importante ficar atento aos sinais e sintomas e procurar assistência médica o mais rápido possível. 

Imagem: como não se pega hanseníase

Compulsão alimentar: como fugir das armadilhas da gula

Você já descontou algum tipo de estresse ou frustração na comida? Esse comportamento merece atenção, principalmente porque pode acabar se tornando um hábito e, mais especificamente, um quadro de compulsão alimentar. 

Alguns sinais que merecem atenção são: comer muito mais rápido que o normal, comer em grandes quantidades ou abrir a geladeira no meio da noite mesmo sem fome , comer escondido ou até se sentir desconfortável fisicamente, sentir culpa ou vergonha depois do episódio. 

A vida é para ser vivida! Por outro lado, é preciso que haja parcimônia no consumo exagerado de alimentos, principalmente quando ele é provocado por impulsos. Como notar isso? A fome não é específica e pode provocar sensações físicas, como o estômago roncando, por exemplo. Já o desejo ou impulso provocado pela compulsão alimentar costuma ser específico, não depende do tempo que você se alimentou, ou seja, você pode ter acabado de almoçar e sentir vontade de comer alguma coisa, mesmo sem fome. 

Confira algumas dicas para dar fim à compulsão alimentar! 

Entenda o motivo por trás do impulso 

Da próxima vez que você sentir um forte desejo por algum alimento, mesmo depois de ter se alimentado, procure entender o motivo por trás dele. A razão, geralmente, está associada a sentimentos como tristeza, raiva, mágoa ou frustração. 

Não pule refeições

A correria é um dos principais motivos para que as pessoas tenham esse hábito. Acontece que pular refeições altera a glicemia e provoca mais compulsão na refeição seguinte! 

Priorize alimentos ricos em fibra

Alimentos ricos em fibra, como alface, couve, agrião, rúcula, acelga, abacate, ameixa, caqui, maçã, mamão, aveia, linhaça e farelo de trigo ajudam na saciedade e evitam episódios de compulsão alimentar. 

Beba bastante água 
Além de regular funções importantes no organismo e contribuir para o seu bem-estar, a água também controla a fome e o desejo. Então já sabe, né? Tenha sempre com você uma garrafinha de água e encha ao longo do dia!

Pratique algum tipo de atividade física regularmente 

Os exercícios físicos controlam os níveis de glicose e insulina, liberam os chamados hormônios da felicidade, como endorfina, ocitocina, serotonina e dopamina, além de ajudarem no combate de ansiedade, tristeza e depressão, aliadas da compulsão alimentar. 

Conte com o Laboratório Gerardo Trindade para cuidar da sua saúde! 


Vegetarianismo e saúde: check-up

Em apenas seis anos, o número de pessoas vegetarianas quase dobrou no Brasil. É o que apontou uma pesquisa feita pelo Ibope no início de 2019. Os motivos para não ingerir nenhum tipo de carne – boi, ave, peixe e frutos do mar – são diversos, dentre eles: filosofia e ética (causa animal e ambiental), religião, estilo de vida, entre outros. 

Para evitar dores de cabeça relacionadas a sua saúde é bom ficar de olho no que você coloca no prato e, é claro, na sua rotina de exercícios físicos. Vale mencionar que o vegetarianismo só faz sentido quando a intenção é ser mais saudável do que antes. Por isso, nada de substituir a carne por frituras e queijos a perder de vista. 

PARA UMA DIETA VEGETARIANA SAUDÁVEL

Conhecer os grupos de alimentos e combiná-los para melhorar a obtenção dos nutrientes necessários para o bom funcionamento do organismo é muito importante, principalmente ao optar pela dieta vegetariana. No seu prato deve constar 50% de legumes e verduras, 25% de feijões e castanhas e 25% de cereais, como orienta a Sociedade Brasileira de Vegetarianismo (SBV).  Conheça os grupos de alimentos:

CEREAIS – arroz, trigo, centeio, milho, aveia, quinua, amaranto e produtos feitos com eles, como pães, massas de tortas, macarrão, entre outros.

LEGUMINOSAS – todas as variedades de feijões, grão-de-bico, soja (de preferência, na forma de tofu), lentilhas, ervilhas, favas e assemelhados. 

OLEAGINOSAS – nozes, amêndoas, castanhas, pistache, macadâmia e sementes (girassol, abóbora, gergelim, linhaça, entre outras). 

AMILÁCEOS – inhame, batata, cará, mandioca, batata doce, entre outros. 

LEGUMES – abobrinha, chuchu, pimentão, berinjela, cogumelos, entre outros.

VERDURAS – couve, rúcula, agrião, brócolis, mostarda, escarola, alface, taioba, algas e muitas outras. 

FRUTAS – opte sempre pelas frutas da estação; 

ÓLEOS – azeite de oliva e óleos de soja, girassol, linhaça, entre outros.

Alguns vegetarianos ainda excluem de sua alimentação não apenas a carne, mas qualquer alimento de origem animal: leite e derivados. Como em qualquer estilo de vida é importante que haja acompanhamento médico, e isso passa pelo check-up anual para avaliar o estado geral de saúde! Confira os principais exames indicados:

Vale lembrar que toda decisão que possa influenciar na sua saúde precisa de orientação médica. Por isso, consultar profissionais como nutricionistas ou nutrólogos pode ajudá-lo a passar pela transição alimentar sem surpresas negativas! 

Além disso, é importante ficar atento aos sinais do corpo: fadiga ou sensação de cansaço (físico ou mental), ganho ou perda de peso, distúrbios no sono, depressão, pouco apetite sexual, falta de concentração e dores de cabeça frequentes podem indicar alguma deficiência que precisa ser rapidamente resolvida!

Conte com o Laboratório Gerardo Trindade para cuidar da sua saúde!


Verão: dengue, zika e chikungunya

A incidência de insetos aumenta muito com a chegada do verão, principalmente associada ao acúmulo de água parada em diversos recipientes por causa da chuva. Por isso, é importante ficar de olho nos focos do mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya – o Aedes Aegypti – evitando sua proliferação. 

O clima quente e úmido é perfeito para sua reprodução, assim como locais com água limpa e parada. A cada três dias, são colocados cerca de 40 ovos de uma só vez. Após 7 dias como larva, o Aedes atinge sua maturidade. De cor café ou preta e listras brancas no corpo e nas pernas, ele voa a uma altura de 1,5 metros e seu maior horário de atividade é no início da manhã e no final da tarde. A fêmea pica o hospedeiro infectado e leva o vírus na saliva. Por isso, apenas ela transmite o vírus. 

*Dando fim aos focos do mosquito

– Não deixe água parada em nenhum recipiente, como garrafas, sacos plásticos e embalagens diversas;

– Se você for apegado às suas plantinhas, basta colocar areia fina na borda de seu pratinho. Se elas acumularem água é importante usar uma colher de sopa para um litro de água em sua base, pelo menos, duas vezes por semana, tirando a água acumulada nas folhas;

– Tampe e lave bem sua caixa d’água, poço, cisternas, jarras e filtros;

– Se você precisa guardar pneus velhos, por algum motivo, guarde-os em um local coberto; 

– Deixe a tampa do vaso sanitário sempre fechada;

– Limpe as calhas e a laje da sua casa sempre que notar o acúmulo de água;

– Mantenha a água da piscina sempre tratada com cloro, fazendo a limpeza uma vez por semana. Caso não a utilize, use uma lona para cobrir sua superfície!

*De olho nos sintomas 

A dengue, zika e chikungunya possuem sintomas similares, mas existem algumas diferenças:

Reprodução: Ministério da Saúde

*Diagnóstico laboratorial

O diagnóstico laboratorial irá depender da fase da doença. No início da virose – do dia 1º até o 4º dia –  são pesquisados os possíveis vírus que estão causando a doença. Nessa fase, o organismo ainda não produziu anticorpos suficientes para serem detectados pelos exames sorológicos. Por diagnóstico molecular é possível diferenciar e isolar o vírus que está causando os sintomas. No caso específico de suspeita de dengue existe outro exame – NS1 – que pesquisa uma proteína do vírus, realizado por imunocromatografia. 

Após o 6º dia do início dos sintomas, o organismo já produz anticorpos suficientes para serem detectados nos testes sorológicos e a quantidade de vírus no organismo cai a taxas indetectáveis. 

Além disso, é importante que sejam realizados hemogramas diários para acompanhar a contagem de plaquetas. Se houver uma diminuição drástica destas poderá haver perigo de hemorragias graves, principalmente em casos de reinfecção pelo vírus da dengue.

*Prevenindo complicações

Durante o período febril é importante tomar alguns cuidados, como fazer repouso de 5 a 7 dias após os sintomas; usar apenas medicamentos indicados pelo seu médico e evitar o uso de anti-inflamatórios, já que eles aumentam o risco de sangramento no caso da dengue. Se você utiliza algum de forma regular é importante informar ao médico! Além disso, é fundamental prevenir a desidratação, ingerindo soros de hidratação industrializados, água, sucos, chás e água de coco.

O período de chuvas no verão reforça a necessidade de não apenas prevenir os focos do mosquito, como conversar e conscientizar vizinhos, colegas, amigos e familiares para que eles façam o mesmo! 

Conte com o Gerardo Trindade para cuidar da sua saúde! 

Seja a mudança de ano novo que você deseja

A chegada de um novo ano vem sempre acompanhada de muitas expectativas, desejos, sonhos e projetos. Que coisa boa, né? Afinal, significa um presentão: 365 novas oportunidades para realizar tudo isso!

Existem muitas formas de começar o ano, mas o mais bacana é fazer um planejamento de tudo que você pretende realizar. Ao fazer isso, você evita que essas mudanças fiquem apenas no papel. Preparamos algumas dicas pra ajudá-lo nessa empreitada, principalmente em relação a mudança de estilo de vida:

*Priorize seu tempo

Muitas pessoas justificam os maus hábitos pela falta de tempo. Se esse for o seu caso, que tal priorizar suas tarefas e compromissos? Não é fácil, de fato, mas com um pouquinho de dedicação e esforço você certamente conseguirá ter tempo para o que planejou. Por exemplo, é muito comum que as pessoas não façam um check-up anual, mesmo sabendo sua importância na prevenção, diagnóstico e rastreio de doenças, mas ao pensar racionalmente sobre o tempo gasto com esses exames: um diazinho no mês e no ano, menos de 1h, será mesmo que não há tempo hábil para tal? Às vezes, parar e refletir é a maneira mais eficiente de priorizar o tempo, um elemento tão importante no mundo moderno e fundamental para cuidar da nossa saúde. 

*Faça uma lista de todos os benefícios 

A principal forma de enxergar o que você ganha com as mudanças é fazendo uma lista de todos os benefícios. Dessa forma, se você quer ter uma alimentação melhor, abandonar a preguiça, a falta de foco, o sedentarismo, o cigarro e o álcool, por exemplo; sair do lugar de vítima, o famoso ‘mas eu não consigo’, e levar uma vida cuidando mais do seu corpo e mente, faça uma listinha. Você vai se surpreender listando todos os benefícios e, muito provavelmente, encontrará o impulso necessário para começar a mudança! 

* Estabeleça metas realistas 

Quem nunca começou o ano com uma lista de metas intangível, pelo menos num primeiro momento, que atire a primeira pedra. Pois é, todo mundo tem telhado de vidro. Acontece que depois de tantas listas feitas e quase ou nenhuma mudança realizada, você percebe que algo precisa ser feito. Por isso, ao pensar nas mudanças que você deseja é importante que você seja realista. Por exemplo, se você bebe refrigerante todos os dias; comece a diminuir gradativamente a quantidade. Perceba os sinais do seu corpo, note as mudanças no seu bem-estar, até que você não sinta mais falta. Não é uma regra, mas é bem mais eficiente do que o ‘começo na segunda’.

*Seja persistente 

Toda mudança é difícil no início, mas cabe a você lembrar constantemente dos motivos pelos quais tomou a decisão de melhorar sua alimentação, trocar fins de semana no sofá por uma caminhada na vizinhança, largar um vício, começar aquele curso que há muito tempo você vinha querendo fazer, as possibilidades são infinitas. Acredite em você e a mudança acontecerá!

*Busque apoio 

Se mudar exige esforço, dedicação e empenho, podemos dizer que também pede apoio e cumplicidade de amigos e familiares. É sempre bom ouvir uma palavra amiga, independente do desejo de mudança. 

O que você pretende mudar no seu estilo de vida em 2020? Responda nos comentários e conte com o Gerardo Trindade para cuidar da sua saúde! 


Cuidados com a saúde no verão

Ah…o verão! A estação mais gostosa do ano para aproveitar os momentos de lazer em família, reunir os amigos para um churrasco e curtir mais a companhia de quem se ama com um baita céu azul e muito sol. Quem não pensa isso quando escuta a palavra ‘verão’? Brindamos sua chegada no dia 21, mas é importante ficar atento e ter alguns cuidados para aproveitar ao máximo o período, esbanjando saúde!

Queda de pressão, desidratação, cansaço e inchaço nas pernas costumam ser as maiores queixas nessa estação. O ‘acho que minha pressão caiu’, então, nem se fala. Pois é, mas existem algumas formas de evitar que tudo isso aconteça. Será que você já as conhece?

*Queda de pressão 

Com as temperaturas mais altas, é normal que haja uma queda na pressão. Com o calor, as artérias ficam mais dilatadas e o sangue tem mais espaço para percorrer. Os principais sintomas são tonturas e vista embaçada, além de um cansaço e fraqueza repentinos. Para evitar que o pior aconteça, como um desmaio, é importante beber muitos líquidos, água, sucos naturais e isotônicos são grandes aliados. Além disso, vale compartilhar com amigos e familiares que o salzinho debaixo da língua não ajuda, porque demora para ter algum tipo de efeito na pressão, além de ser prejudicial a quem tem hipertensão. Portanto, capriche na hidratação! 

*Desidratação 

Todo mundo tem estruturas no organismo que recebem o estímulo da sede. O problema é que ela sofre alterações com o passar dos anos. Por isso, idosos sentem menos sede e têm mais risco de sofrer a desidratação. Além disso, não se deve beber água apenas ao sentir sede. O ideal é carregar na bolsa uma garrafinha de água e beber, pelo menos, 2 litros por dia.  Se você convive com idosos e crianças, fique de olho para saber se eles estão ingerindo a quantidade recomendada. Quem ama, cuida! ❤

*Cansaço 

Aquela sensação de moleza ou cansaço costuma ser outra queixa muito frequente no verão. A dica é caprichar na alimentação, dando preferência a alimentos in natura e frutas no intervalo das refeições, que são ricas em fibras, vitaminas e minerais; não se esquecer da  hidratação, além de ter uma boa noite de sono. Evite dormir muito tarde e levar aparelhos eletrônicos para o quarto. 

*Inchaço 

O inchaço, principalmente nos membros inferiores, é muito comum no verão. Quem trabalha sentado precisa ter atenção redobrada, porque o sangue não circula tão rapidamente, principalmente com a dilatação dos vasos em dias mais quentes. A melhor forma de evitar que isso aconteça é fazendo algum tipo de exercício físico. No trabalho, por exemplo, você pode fazer pequenos intervalos para caminhar até o banheiro ou beber água. Isso já ajuda!

Aproveitar o verão só depende de você! Siga essas dicas e dê uma atenção especial para o seu corpo, a sua saúde agradece!


Saúde da criança: a importância do laço familiar

Crescer tendo uma vida saudável depende diretamente do incentivo da família, que precisa prover um ambiente com bons hábitos alimentares e atividades físicas. Do contrário, os filhos acabarão como a maioria dos brasileiros, com um estilo de vida inadequado e ideal para o aparecimento de doenças e problemas de saúde.

Todo hábito é difícil de ser levado adiante inicialmente, mas incentivar as crianças a se preocuparem com o que comem, tanto em casa quanto na escola e na casa dos amigos, é menos complicado do que parece. Para incentivar a consciência alimentar, você pode começar dando o bom e velho exemplo! Isso é o maior fator motivador em casa, já que o famoso “faça o que digo e não o que faço” não funciona na prática. 

Mas como fazer isso? Convidando a criançada para participar ativamente das escolhas no mercado, conversando sobre os nutrientes dos alimentos, principalmente aqueles in natura, como frutas, verduras e legumes; mencionando alguns motivos para não comer ou evitar ao máximo alimentos processados e ultraprocessados e assim por diante. Pesquisar informações é válido e pode ajudar muito neste processo, já que as crianças estão cada vez mais questionadoras. Por exemplo, o Guia Alimentar para a População Brasileira define os alimentos ultraprocessados como aquelas formulações industriais feitas totalmente ou em grande parte de substância extraídas de alimentos, derivadas de constituintes de alimentos, sintetizadas em laboratório, realçadores de sabor e aditivos. É o caso do refrigerante e do macarrão instantâneo, por exemplo.

Evitar o terrorismo alimentar, ou seja, as guloseimas, opções instantâneas e alimentos cheios de açúcar é o caminho mais eficiente para uma alimentação adequada e saudável da infância à fase adulta. As crianças acabam acostumando seu paladar ao que é oferecido em casa e, sem dúvida alguma, levam essas escolhas para o futuro. Além disso, cozinhar dá mais trabalho, mas nada que um bom planejamento não resolva. Desde a lista no supermercado e feiras locais até o cardápio da semana para casa, passando pelo horário para todos se sentarem à mesa para comer, e para a lancheira das crianças. 

Quando o assunto é atividade física, o exemplo continua sendo a melhor forma de incentivo. Se você é o tipo de pessoa que conhece a importância da prática regular de exercícios físicos, mas não pratica nenhum; dificilmente seu filho enxergará a necessidade de se preocupar com isso. Além disso, aproveitar o momento das crianças é muito bacana! Elas já adoram correr, pular, brincar e se divertir. Então gastar energia pra elas não é nada, se você souber como estimulá-las!

A falta de tempo costuma ser a justificativa de muitos pais e responsáveis para unir a família na hora de praticar algum esporte, mas uma boa dica é fazer isso nos fins de semana. 

Determinar horários para isso pode ajudar no início, até que todos se organizem e façam disso um hábito. O resultado, pode apostar, será muita diversão, descontração e sorrisos. Tem coisa melhor do que aproveitar o tempo com quem se ama e ainda cuidar da saúde? Convide seus filhos para uma caminhada, aposte corrida, entre na brincadeira, lembre da bicicleta guardada na garagem e mostre que se exercitar é, sim, divertido! 

Não podemos esquecer da importância da família no desenvolvimento da criança na escola. Assim como na alimentação e na prática de algum esporte, o hábito de ter um momento para se dedicar a elas é fundamental. A criança precisa sentir que tem apoio e ele precisa vir de uma figura dentro de casa: pai, mãe, avô, avó ou outro responsável que conviva com ela. Acompanhar de pertinho os avanços e dificuldades da criançada, participando e ajudando nas tarefas faz, uma enorme diferença na confiança e desempenho dos pequenos! 

Outro importante papel da família é a conscientização da importância de vacinar as crianças. Acompanhar as campanhas de vacinação, conversar com os filhos sobre a prevenção de doenças, e reconhecê-la como uma questão de saúde pública é fundamental nos dias de hoje. 

Ao incentivar seus filhos com bons hábitos você não só estará fazendo o seu melhor, como também transmitindo valores importantíssimos e para a vida toda!

Conte com o Gerardo Trindade para cuidar da saúde da sua família!

Check-up de fim de ano

Você costuma fazer um check-up todo fim de ano? O período é ideal para realizar seus exames e ficar tranquilo antes, durante e depois das festas, além de evitar surpresas nas férias com a família, se for o caso. 

Desacelerar no último mês do ano é tarefa difícil, mas com um pouquinho de esforço é possível encontrar um tempo para cuidar de você. Afinal, 2020 está logo ali e, sem dúvida alguma, representa a chegada de novos sonhos e projetos. Por outro lado, antes de pensar em realizá-los é importante ter fôlego, disposição e saúde pra dar e vender!

A realização do check-up oferece segurança pra toda família – crianças, adultos e idosos – servindo como uma avaliação geral do estado de saúde, além de identificar alterações ou infecções no sangue e a presença de doenças precocemente, ainda que não haja manifestação de sintomas. 

São exames importantes nesse período: glicemia em jejum, hemograma, ureia e creatinina, ácido úrico, colesterol total e frações, triglicerídeos, TGO, TGP e GGT, TSH e T4 livre, além de urina rotina e pesquisa de sangue oculto nas fezes. E tem também a vitamina D, o cálcio, magnésio e fósforo. Mas é importante ficar atento para alguns parâmetros que ajudam a definir quais os exames adequados para o seu check-up. Idade, gestação, pós-bariátrica, excesso de peso, doenças crônicas, como diabetes e hipertensão, por exemplo, devem ser levados em consideração na hora de determinar um check-up mais simples ou amplo. No nosso site você encontra um resumo que pode lhe ajudar nesse momento. Dá uma espiadinha lá!

O exame de glicemia é realizado com o objetivo de verificar a quantidade de açúcar no sangue, sendo a principal forma de identificar e monitorar a diabetes. Em muitos casos, a pessoa não está diabética, mas apresenta alterações no valor da glicose. Essas alterações podem ser equilibradas através de uma alimentação balanceada, que deve ser sempre orientada pelo seu médico, e com a prática de exercícios físicos.

O hemograma já é conhecido de todos, não é verdade? Ele é o exame usado para um balanço geral, por assim dizer. Por isso, na hora de fazer o seu balanço de 2019, não vale deixá-lo de fora. Além de ser um exame de rotina que detecta anemia e infecções, ele também pode ser indicado a partir de algumas queixas do paciente, como cansaço, fraqueza, manchas roxas em grande quantidade, sangramento intenso, entre outras. 

O exame de urina rotina, ureia e creatinina são usados para identificar disfunções nos rins, principalmente em casos de pacientes com hipertensão e diabetes. É importante reforçar a necessidade de incluir esses exames no check-up, porque ao contrário do que muitos pensam os rins não costumam apresentar sinais claros de que algo não vai bem. 

O ácido úrico também é indispensável no seu check-up de fim de ano, sendo utilizado principalmente para detectar a gota, uma doença inflamatória e muito dolorosa, que pode ser controlada com dieta e medicamentos específicos.

Chegamos aos exames de colesterol total e frações e triglicérides, usados para avaliar  o nível de gorduras no organismo. Em casos de alterações, seu médico poderá solicitar exames complementares, como proteína C reativa ultrassensível e homocisteína, para avaliar o grau de risco cardíaco, além de outros exames realizados diretamente no consultório do cardiologista.

As enzimas TGO, TGP e GGT são importantes para identificar alterações ou problemas no fígado. Quando em alta, servem de alerta!

Os hormônios TSH e T4 livre são exames usados para triagem de problemas na tireoide (hipertireoidismo e hipotireoidismo), e para acompanhamento dessas condições. 

A pesquisa de sangue oculto nas fezes é um exame extremamente importante para detectar precocemente o câncer de intestino, que é facilmente tratável quando detectado em seu início.

Vitamina D, cálcio, magnésio e fósforo são os exames que vão ajudar na avaliação da sua saúde óssea, ajudando na prevenção da osteoporose.

Outro exame simples é a dosagem de proteínas totais e frações, que ajuda a avaliar se você está consumindo proteínas na quantidade certa ou se está subnutrido. 

Não podemos esquecer do PSA para os homens, que é o principal exame para detecção precoce do câncer de próstata. Além disso, as mulheres não podem deixar de realizar anualmente o exame de Papanicolau, para detectar o câncer de colo de útero logo no início.

Ainda não fez seu check-up de fim de ano? Conte com o Gerardo Trindade para cuidar da sua saúde e comece 2020 com o pé direito!

Mitos e verdades sobre o HIV

HIV é uma sigla para vírus da imunodeficiência humana, que pode levar a síndrome de imunodeficiência adquirida (AIDS). Acontece que, ao contrário de outros vírus, quem tem o HIV tem que viver com essa condição permanentemente. Por outro lado, muitos mitos circundam o assunto, o que reforça a necessidade de desmistificá-los e acabar com o preconceito! 

– A transmissão acontece por contato no dia a dia

MITO: a transmissão do HIV ocorre através  de fluidos corporais, como sangue, sêmen, secreções vaginais e leite materno, não por abraços, beijos ou divisão de objetos e compartilhamento de alimentos. 

– HIV não tem cura

VERDADE: mas o tratamento impede que a pessoa chegue ao estágio mais avançado, a AIDS.

– O teste pode dar negativo e, mesmo assim, eu ter HIV

VERDADE: o teste não consegue identificar a infecção no início. Chamamos esse período de janela imunológica, quando o exame não consegue acusar a infecção, porque detecta os anticorpos que o corpo produz para se defender da infecção. Se você esteve em situação de risco há mais de 30 dias, o resultado negativo é confiável. Se esteve há menos tempo, é importante repetir o exame. 

– Posso contrair HIV fazendo uma tatuagem ou indo a manicure

VERDADE: se esses locais não utilizarem materiais descartáveis, no caso do estúdio de tatuagem, ou instrumentos esterilizados ou próprios da cliente, no caso da manicure, você pode contrair não apenas o HIV, mas também hepatite B e C.

– Se eu estiver grávida e infectada pelo vírus, meu bebê também terá HIV

MITO: a mulher que vive com HIV e faz tratamento para controlar o vírus reduz significativamente as chances de transmitir a infecção para o bebê durante a gravidez ou o parto.

– Quem tem HIV precisa contar para os amigos e familiares

MITO: a privacidade é um direito da pessoa que tem HIV. É responsabilidade de cada um cuidar da própria prevenção!

– Posso adquirir HIV pelo sexo oral

MITO: não existem dados sobre uma transmissão por sexo oral. De qualquer forma, a orientação é evitar a ejaculação na boca. 

– A camisinha é a medida preventiva mais eficaz 

VERDADE: não apenas em relação ao HIV, mas também a outras doenças sexualmente transmissíveis, além da gravidez indesejada.

Atualmente, apesar do acesso à informação, muitas pessoas carregam preconceitos e propagam fake news. Compartilhe esse post com seus amigos e familiares. 

USE SEMPRE CAMISINHA e conte com o Laboratório Gerardo Trindade para cuidar da sua saúde!

Como prevenir o câncer?

O câncer não tem uma única causa, mas o estilo de vida adotado pode aumentar consideravelmente o risco do seu aparecimento; é o que diz o Instituto Nacional de Câncer (INCA).

Quando falamos em câncer, muita gente se assusta e acredita que é uma doença na qual dificilmente é possível a prevenção, já que existem os fatores genéticos. Acontece que o estilo de vida é o aspecto mais importante para ficar de olho! 

Existem alguns pilares importantes na prevenção do câncer em geral, eles se apoiam na prevenção primária, ou seja, evitar a exposição a fatores de risco – tabagismo, obesidade, sedentarismo – e adotar hábitos saudáveis:

Não fumar: essa é a recomendação nº 1 do combate ao câncer para prevenir o câncer. Isso porque a fumaça liberada pelo cigarro tem mais de 4.700 substâncias tóxicas e cancerígenas que são inaladas por fumantes e não fumantes.

Não ingerir/evitar bebidas alcoólicas: não há dose segura de álcool. Seu consumo, em qualquer quantidade, é o principal fator de risco para o desenvolvimento de tumores na cavidade bucal, esôfago, fígado, reto e possivelmente mama, principalmente se o uso for combinado com o tabaco.

Ter uma alimentação saudável: hoje em dia é difícil não ter acesso a essa informação, já que uma alimentação saudável previne não só o câncer, mas uma série de doenças. Acontece que grande parte da população ainda recorre a alimentos processados – alimentos em calda ou conserva, além de carnes como presunto, salsicha, bacon, entrte outras –  e ultraprocessados, como sucos em pó, salgadinhos, entre outros. Isso pode ser explicado pela famosa ‘correria’ contemporânea, mas pensando um pouco melhor: será que não vale a pena buscar mais tempo agora para evitar o tempo de cuidar de uma doença, como o câncer, depois? Por isso, dê preferência para alimentos in natura, de origem vegetal, como frutas, verduras, legumes, cereais integrais e leguminosas e evite esses alimentos que passam por diversos processos industriais até chegar aos supermercados e, finalmente, até a sua mesa. Evite também o consumo de carnes processadas, elas possuem conservantes (nitritos e nitratos), que podem provocar o surgimento de câncer de intestino, cólon e reto. 

Praticar exercícios físicos regularmente: o peso não é apenas uma questão estética, mas principalmente de saúde. Estar acima do peso aumenta e muito as chances de desenvolver diversos tipos de câncer. Muito embora os serviços contratados, como academia, ginástica, natação, entre outros, sejam uma opção, tente não usar isso como uma constante desculpa para o sedentarismo. Caminhar e correr é de graça e faz um bem sem igual não só para a manutenção do peso, mas também para o bem-estar físico e mental!

Amamentar: esse ato de nutrir o bebê com o único alimento que ele precisa até os seis meses de vida, protege as mamães contra o câncer de mama e as crianças contra a obesidade infantil. 

Evitar a exposição solar entre 10h e 16h: nesse período há maior índice de radiação UVB, que provoca queimaduras e é o principal fator de risco para o desenvolvimento do câncer de pele. Apesar dessa orientação é comum encontrar praias e piscinas cheias nesse horário. Falta conscientização de verdade! Só se exponha nesse horário, sempre com o uso de protetor solar, se for inevitável: use chapéu ou boné, camisa de manga longa e calça comprida. 

Manter os exames em dia: junto com os hábitos saudáveis, essa é a melhor forma de prevenir o câncer ou diagnosticá-lo precocemente.

Quando o assunto é saúde não há espaço para brincadeiras, postergações ou negligência. Comece a mudar de hábitos e você verá não apenas uma melhora no seu estado de saúde geral, como também lá na frente ganhará a oportunidade de viver melhor e por mais tempo, sem esse grande mal, o câncer.

Conte com o Gerardo Trindade para cuidar da sua saúde!

Página 1 de 12