Autor: Laboratório Gerardo Trindade (Página 1 de 16)

Precisamos falar sobre o câncer de pele

Quando falamos em câncer, muita gente se assusta e acredita que é uma doença na qual dificilmente é possível a prevenção, já que existem os fatores genéticos. O câncer de pele corresponde a 33% de todos os diagnósticos desta doença no Brasil, sendo que o Instituto Nacional do Câncer (INCA) registra, a cada ano, cerca de 180 mil novos casos.

O câncer de pele é provocado pelo crescimento anormal das células que compõem a pele. Essas células se dispõem formando camadas e, de acordo com as que forem afetadas, são definidos os diferentes tipos de câncer. Os mais comuns são os carcinomas basocelulares e os espinocelulares. Mais raro e letal que os carcinomas, o melanoma é o tipo mais agressivo de câncer da pele.

Como se prevenir?

Evitar a exposição excessiva ao sol é a maneira mais eficiente de prevenir o melanoma e outros tipos de tumores na pele, mas existem algumas medidas de proteção – orientadas pela Sociedade Brasileira de Dermatologia:

– Usar chapéus, camisetas, óculos escuros e protetores solares;

– Cobrir as áreas expostas com roupas apropriadas;

–  Evitar a exposição solar e permanecer na sombra entre 10 e 16 horas;

– Na praia ou na piscina, usar barracas feitas de algodão ou lona, que absorvem 50% da radiação ultravioleta;

– Usar filtros solares diariamente, e não somente em horários de lazer. Utilizar um produto que proteja contra radiação UVA e UVB e tenha um fator de proteção solar (FPS) 30, no mínimo.  Reaplicar o produto a cada duas horas ou menos, nas atividades de lazer ao ar livre;

– Ficar atento a própria pele, à procura de pintas ou manchas suspeitas;

– Manter bebês e crianças protegidos do sol. Filtros solares podem ser usados a partir dos seis meses;

– Consultar um dermatologista uma vez ao ano, no mínimo, para um exame completo.

Existe uma maneira correta de aplicar o filtro solar?

Muita gente aplica o filtro solar quando já está exposto ao sol, acontece com você? Pois é, mas ele deve ser aplicado ainda em casa, e reaplicado ao longo do dia a cada 2 horas, se houver muita transpiração ou exposição solar prolongada. É necessário aplicar uma boa quantidade do produto, equivalente a uma colher de chá rasa para o rosto e três colheres de sopa para o corpo, uniformemente, mesmo que esteja nublado.

Vale lembrar que familiares de pessoas diagnosticadas com a doença devem se submeter a exames preventivos regularmente, já que o risco aumenta quando há casos registrados em familiares de primeiro grau.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é assinatural-blog-GerardoTrindade.png

Excesso de acidez na saliva

A saliva é formada nas glândulas salivares, sendo um líquido constituído por 99% de água e 1% de proteínas e minerais. Quando ocorre uma alteração dessa concentração, aumentando a acidez, uma série de problemas podem aparecer.

Uma saliva saudável apresenta um PH entre 6,8 e 7,2, podendo variar no decorrer do dia devido aos alimentos que ingerimos. Além disso, também está relacionado a quantidade de água que bebemos. 

CAUSAS

Uma das causas para a diminuição do PH da saliva é o refluxo gastroesofágico. Além disso, ele pode ser afetado também pelo xerostomia, que é a boca seca pelo consumo de alguns medicamentos e disfunções das glândulas salivares. 

FUNÇÕES DA SALIVA

Uma das funções da saliva é prevenir as cáries, além de promover a limpeza mecânica dos dentes. Ela possui substâncias, como o flúor, que ajudam a evitar a desmineralização do esmalte.

SINAIS

Os sinais de excesso de acidez na saliva são: gosto ruim na boca, mau hálito, presença de aftas com frequência, alterações na estrutura dos dentes – o que leva à formação de cáries.

TRATAMENTO

Falando em tratamento, devemos sempre procurar aumentar a ingestão de água, fazer uma higienização bucal de qualidade, com uso de fio dental e escovação da maneira correta. Quanto a alimentação, o ideal é reduzir o consumo de alimentos muito ácidos – como refrigerantes e frutas cítricas. 

Além de procurar o dentista é interessante também pesquisar outras condições que possam estar levando a esse desequilíbrio. 

Diabetes: saiba como prevenir a doença

Ter um vida longa e saudável é o desejo de todos, não é verdade? Isso passa pela ausência de doenças e pela qualidade de vida. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), dezesseis milhões de brasileiros sofrem de diabetes. Ainda segundo esses dados, a taxa de incidência da doença aumentou 61,8% nos últimos dez anos. 

A diabetes é uma doença crônica – sem cura, mas com tratamento – que ocorre quando há um excesso de açúcar no sangue. E por que isso acontece? Porque as células do pâncreas não produzem insulina suficiente (diabetes tipo 1) ou porque o organismo não consegue utilizar esse hormônio adequadamente (diabetes tipo 2).

Embora a diabetes tenha uma forte componente genético, o estilo de vida também funciona como um gatilho para o seu desenvolvimento. Por isso, é fundamental que certas medidas sejam adotadas para prevenir a doença:

❤ Alimentação saudável

Esse é um dos maiores pilates na hora de prevenir a diabetes, mas é importante destacar que os cuidados com a dieta vão muito além de evitar os doces. É importante que haja o consumo diário de alimentos ricos em fibras, vitaminas e sais minerais; que as carnes consumidas sejam magras; que os alimentos ricos em carboidratos processados sejam evitados e que os cereais integrais estejam mais presentes no cardápio. Além disso, é recomendado fazer várias pequenas refeições ao longo do dia para evitar o jejum intermitente e comer devagar, mastigando bem todos os alimentos. 

❤  Exercícios regulares

Alguns casos de diabetes, segundo a Organização Mundial de Saúde, são causados pela falta de atividade física, pois o sedentarismo favorece fatores como obesidade, hipertensão e desequilíbrio no colesterol. Por isso procure fazer exercícios físicos todos os dias; você não precisa passar horas na academia. Pode caminhar ou correr ao ar livre, se preferir, diariamente. 

❤ Peso saudável

A diabetes acomete pessoas magras e acima do peso, mas no caso da diabetes tipo 2 o excesso de peso é o principal fator para o desenvolvimento da doença. O sobrepeso atua como um acúmulo de gordura em órgãos importantes e isso prejudica a função da  insulina, causando a elevação da glicemia.  

❤ Sono de qualidade

O sono é muito importante para que o organismo desempenhe bem suas funções. Ter uma noite com um sono de qualidade acaba tendo efeitos positivos na saúde. Quando isso não acontece os efeitos acabam sendo negativos. A privação de sono pode acabar influenciando na diminuição de tolerância à glicose e aumento da resistência à insulina, por exemplo. 

❤ Fique longe do álcool e cigarro

O álcool não acrescenta benefício algum ao corpo. Pelo contrário, só prejudica a saúde dos órgãos e favorece o acúmulo de peso. O cigarro, por sua vez,  aumenta o risco de diabetes tipo 2 de 30% a 40% por contribuir para o ganho de peso, eleva as taxas de cortisol e estimula a formação de radicais livres. Além disso, a nicotina afeta diretamente a secreção de insulina, prejudicando a atividade das células do pâncreas.

❤ Check-up anual

A diabetes é uma doença silenciosa, isso significa que ela pode não apresentar sintomas. É comum que as pessoas descubram que são diabéticas numa consulta de rotina, às vezes por outros motivos. O check-up tem papel fundamental nesse sentido,  porque pode identificar quando o nível de glicose no sangue já está elevado (pré-diabetes), mas ainda sem caracterizar a instalação da diabetes propriamente dita.

Conte com o Gerardo Trindade para cuidar da sua saúde!

Novembro Azul: saúde do homem

Os homens brasileiros vivem, em média, 7,2 anos a menos que as mulheres, segundo uma pesquisa do Centro de Referência em Saúde do Homem em São Paulo. Isso deixa você surpreso? Geralmente, eles cuidam bem menos da saúde – isso inclui aspectos como alimentação, rotina de exercícios físicos e check-up. Estamos no Novembro Azul, um mês importantíssimo para a conscientização masculina a respeito do câncer de próstata. Esse tipo de câncer é o segundo mais comum entre os homens, segundo o INCA. 

A próstata é uma glândula do sistema reprodutor masculino, que produz e armazena parte do fluido seminal. Quando falamos do câncer de próstata estamos falando do tumor mais comum em homens acima de 50 anos. Os fatores de risco incluem idade avançada (mais de 50 anos), histórico familiar da doença, fatores hormonais e ambientais e certos hábitos alimentares (dieta rica em gorduras e pobre em alimentos de verdade: verduras, vegetais e frutas), sedentarismo e excesso de peso.

Muitos homens ainda enxergam as consultas médicas apenas como emergenciais, ou seja, somente quando algum sintoma surge e com ele algum tipo de incômodo ou dor. É preciso que o cuidado com a saúde seja preventivo, só assim será possível ter mais qualidade de vida. O PSA, antígeno prostático específico, é o marcador mais utilizado para diagnosticar qualquer tipo de alteração na próstata e, consequentemente, o câncer.

A adoção de hábitos saudáveis, a prática de atividade física regular, a alimentação balanceada e o uso moderado de bebidas alcoólicas são cruciais para diminuir as chances de desenvolver doenças. Além disso, um check-up anual deve fazer parte da vida dos homens e ser visto como uma oportunidade de ter um olhar mais atento à saúde. 

Para aqueles com histórico familiar de câncer de próstata antes dos 60 anos e assintomáticos, a recomendação também é consultar um médico, pois somente ele pode orientar quanto aos riscos e benefícios da realização dos exames. Vale lembrar que o câncer de próstata é considerado de terceira idade, já que ¾ dos casos acontecem a partir dos 65 anos e o risco pode ser maior em quem tem histórico familiar da doença.

E por falar em saúde, bem-estar e prevenção do câncer de próstata não podemos deixar de mencionar a necessidade de cuidar também da saúde mental. A melhor maneira de fazer isso é colocando em prática o autocuidado. Tudo bem se você tiver uma rotina agitadíssima, cuidar de toda sua família e ter uma enorme responsabilidade com as demandas na sua casa e trabalho, a maioria das pessoas vive isso. O que não pode é abandonar suas necessidades básicas, ou seja, alimentação saudável, cuidado com o corpo e mente, prevenção de doenças e, se for o caso, cuidados com o rastreamento e acompanhamento daquelas que você já tem. 

Hábitos saudáveis e cuidados preventivos desempenham um papel fundamental na prevenção de doenças e qualidade de vida!

Conte com o Gerardo Trindade para cuidar da sua saúde!

Osteoporose: como se prevenir da doença?

Quando saudáveis os ossos promovem a sustentação do corpo, além de oferecerem apoio para diversas funções como batimentos cardíacos e força muscular. Acontece que na falta de “combustível” (cálcio e vitamina D), por assim dizer, ocorre um desequilíbrio nesse processo. A remodelação dos ossos não consegue acompanhar a velocidade da absorção, deixando os ossos frágeis. É quando ocorre a osteoporose, ou seja, a destruição supera a reconstrução.  

A osteoporose é uma doença caracterizada pela diminuição progressiva da densidade óssea e aumento do risco de fraturas, estando associada ao processo de envelhecimento, mas as medidas de prevenção contra a doença devem ser tomadas desde a infância, e especialmente na adolescência, já que 90% do esqueleto fica pronto até os 20 anos. 

Pacientes com histórico familiar da doença, deficiência de hormônios, alimentação deficiente em cálcio e vitamina D, baixa exposição solar, consumo de álcool ou cigarro, certos tipos de câncer e sedentários fazem parte do grupo de risco. 

A prevenção é feita com o objetivo de garantir a formação da maior massa óssea possível e, para isso, três medidas devem ser tomadas: o consumo de cálcio, a exposição solar para fixar a vitamina D no organismo, além da prática de atividades físicas regularmente. 

É importante destacar que a osteoporose não afeta apenas mulheres. Nelas a causa mais comum para o surgimento da doença é a queda da produção de estrógeno (menopausa). Nos homens as causas mais comuns para o aparecimento da osteoporose podem ser o índice de massa corpórea baixo ou a falta de exercícios físicos. Independente disso, em ambos os casos, é fundamental estar atento aos hábitos e algumas medidas para prevenir a doença:

– Alimentos ricos em cálcio, como leite, queijos e iogurtes, devem fazer parte da alimentação. O cálcio tem papel fundamental na recomposição da estrutura óssea;

– Suplementos de cálcio e vitamina D devem ser avaliados pelo seu médico de confiança, especialmente se você tem uma dieta pobre em leite e laticínios (vegetarianos e veganos) ou pega pouco sol;

– Manter o tônus muscular é essencial para prevenir a osteoporose: caminhar, andar de bicicleta, correr ou fazer academia são algumas das opções. Lembrando que práticas que provocam tensão muscular são as mais indicadas para produzir massa óssea, além de reduzir o risco de quedas e fraturas em pessoas de idade. 

Como a osteoporose pode ou não apresentar sintomas como: fraqueza muscular, dor no quadril, dificuldade para caminhar, subir escadas, se levantar ou se deitar, fraturas e quedas, é importante manter os exames em dia! A deficiência de vitamina D é diagnosticada através do exame de  25(OH)D.

Conte com o Gerardo Trindade para cuidar da sua saúde!

Obesidade e infância

Já foi o tempo em que a obesidade era vista apenas como um problema estético. A doença está associada a uma série de outros problemas de saúde, como diabetes, problemas cardíacos, hipertensão e até má formação do esqueleto. O cenário de obesidade infantil é preocupante: a Organização Mundial da Saúde (OMS), estima que em 2025 crianças obesas chegarão a 75 milhões.

Estudos recentes apontam que crianças acima do peso possuem 75% mais chance de serem adolescentes obesos e 89% dos adolescentes obesos podem se tornar adultos obesos, segundo o Ministério de Saúde. Hábitos alimentares ruins (fast-food, refrigerantes, biscoitos recheados, alimentos gordurosos), inclinação genética, estilo de vida sedentário, distúrbios psicológicos e familiares contribuem para o ganho de peso em crianças. Não necessariamente os pequenos ingerem uma quantidade grande de comida, mas na maioria das vezes os alimentos consumidos possuem um valor calórico muito alto – o que contribui para o ganho de peso.

As crianças tendem a imitar aqueles com quem convivem e, por isso, a responsabilidade dos pais é grande na hora de dar o exemplo no que vai no prato. Além disso, o sedentarismo cada vez mais comum devido aos avanços tecnológicos, jogos de videogame, séries e afins não estimulam as crianças e adolescentes a se exercitarem. O único esforço é mexer os dedos!

A ansiedade é outro aspecto que deve ser levado em consideração; as tensões do dia a dia, principalmente ligadas ao rendimento nas provas da escola e vestibulares, no caso dos adolescentes, é um fator que contribui para a famosa “vontade de comer” e não fome. 

Variações hormonais também influenciam na alimentação: excesso de insulina, deficiência do hormônio de crescimento, excesso de hidrocortizona, estrógeno e assim por diante. 

O que fazer para prevenir o excesso de peso e obesidade nas crianças?

Dar o exemplo em casa;

Seguir uma alimentação balanceada;

Respeitar os horários das refeições;

Limitar o consumo de guloseimas;

Estimular a prática de exercícios físicos: natação, futebol, vôlei, balé, dança, academia, as opções são diversas!

É importante lembrar que uma criança obesa tende a ser um adulto obeso, com doenças crônicas que vão impactar não só no tempo de vida dela, mas também na qualidade de vida durante todos esses anos! Vamos ajudar nossas crianças e adolescentes a viverem com mais saúde? 

Conte com o Gerardo Trindade!

Exames genéticos na prevenção do câncer de mama

Estamos no Outubro Rosa, um mês de prevenção e combate ao câncer de mama. O que muita gente não sabe é que esse tipo de câncer e o câncer de ovário estão  associados a um componente hereditário em 5% a 10% dos casos, inclusive antes mesmo dos 40 anos. 

Pessoas com mutações nos genes BRCA1 e BRCA2 são mais suscetíveis ao câncer de mama, é o que mostra uma pesquisa que identificou mutações nos genes BRCA1 e BRCA2 em até 30 % dos casos de câncer de mama hereditário. Pacientes com uma destas mutações apresentam um risco para desenvolver câncer de mama ao longo da vida que pode variar entre 45 e 80%.  Além disso, esses pacientes também têm predisposição ao câncer de próstata e pâncreas.

Como os testes genéticos funcionam?

Os testes genéticos procuram alterações específicas herdadas (mutações) nos cromossomos, genes ou proteínas de uma pessoa. As mutações genéticas hereditárias podem aumentar o risco de uma pessoa desenvolver câncer dependendo da função do gene. Mutações em genes que controlam o crescimento celular e o reparo do DNA danificado são particularmente propensas a serem associadas a um maior risco de câncer.

O caso Angelina Jolie

Há alguns anos a atriz Angelina Jolie optou por uma mastectomia dupla por conta do câncer de mama, mesmo sem ter desenvolvido a doença. Sua decisão foi pautada em seu histórico familiar significativo. Através de testes genéticos ela descobriu que herdou uma mutação patogênica no gene BRCA1 e seu risco para desenvolver câncer de mama foi calculado em 87%. 

Por que fazer os testes genéticos?

Ter dois ou mais casos de câncer de mama em parentes de primeiro e segundo graus de um mesmo lado da família (materno ou paterno) e com idade menor do que 50 anos é um forte indício de que há uma alteração genética aumentando significativamente o risco de novos casos entre membros desta família. Por isso, a identificação da variante patogênica é essencial para prever prognóstico e decidir pela melhor conduta terapêutica.

Os testes genéticos apontam com precisão o risco de câncer, principalmente para pacientes assintomáticos, orientando as decisões do seu médico sobre a melhor forma de gerenciar seu risco e acompanhá-lo. Além disso, eles também influenciam a elegibilidade para alguns estudos científicos. 

E se eu tiver predisposição?

Se for encontrada alguma alteração no seu teste genético é muito importante que você tome algumas medidas para reduzir seu risco ou, se for o caso, diagnosticar a presença do câncer precocemente: fazer check-ups mais frequentes, mudar seu estilo de vida: abandonando o cigarro e o álcool, tendo uma rotina regular de atividades físicas e uma alimentação saudável e equilibrada. Você também pode reduzir seu risco de câncer hereditário com medicamentos ou cirurgias, converse com seu médico. 

Aqui no Gerardo Trindade você pode realizar seu teste genético com total segurança! Conte conosco para cuidar da sua saúde! ❤

Envelhecer com saúde

Quem disse que a terceira idade não pode ser a melhor fase da vida? Desprendidos de ideais que muitas vezes aprisionam, munidos de sabedoria adquirida pelas vivências ao longo da vida e com um desejo imenso de aproveitar a oportunidade que lhes foi concedida de viver mais, os idosos têm tudo que precisam para viver com alegria!

Envelhecer nem sempre é fácil, mas é possível passar por essa fase com saúde, dignidade e autonomia física e mental, se a palavra-chave durante a vida toda tiver sido a prevenção! Medidas simples ao longo da vida permitem que você chegue aos 60, 70, 80, 90 e até 100 com qualidade de vida.

Prevenir e equilibrar o sistema hormonal, incluindo a reposição, no caso das mulheres, é um fator importante para viver com qualidade de vida na terceira idade. No caso dos homens, prevenir e detectar precocemente, principalmente, problemas na próstata também evita surpresas desagradáveis na terceira idade. No entanto, além dos cuidados com a rotina de consultas, exames, prevenção e rastreamento de doenças, algumas dicas são fundamentais para envelhecer com saúde: 

 ♥ Hidratação correta

Durante a terceira idade o corpo pode ser influenciado pelo consumo de medicamentos, o que acarreta maior perda de líquidos através da urina. Por isso, a hidratação tem papel ainda mais importante. A dica é consumir pequenas quantidades de líquidos ao longo do dia e não esperar sentir sede!

 ♥ Alimentação saudável e balanceada

Uma dieta rica em nutrientes e antioxidantes é imprescindível para combater o envelhecimento precoce das células. Grãos, alimentos ricos em fibras, legumes, frutas, verduras e alimentos ricos em vitamina D devem fazer parte da alimentação, porque auxiliam na saúde mental. 

Invista também em grãos, alimentos ricos em fibras, legumes, frutas, verduras e alimentos ricos em vitamina D – sardinha, cogumelo, ovos, salmão e leite – que auxiliam na manutenção da agilidade mental.

♥ Vida social

Ter vida social é essencial em qualquer tempo, mas principalmente na terceira idade quando a solidão pode assolar com maior frequência a vida. Aproveite toda oportunidade que tiver para conhecer pessoas e fazer amigos! 

♥ Atividades prazerosas

Exercitar-se regularmente e resgatar hobbies ou descobrir atividades que proporcionem prazer é viver com mais alegria! Corpo e mente agradecem! 

♥ Exames em dia

Realizar exames periodicamente é a melhor maneira de prevenir o surgimento de possíveis doenças e controlar aquelas que já existem! 

Conte com o Gerardo Trindade para cuidar da sua saúde!

Primavera: uma oportunidade de recomeçar

A estação mais florida do ano inicia amanhã e já nos faz refletir sobre a impermanência da vida. É um jeito que a natureza tem de dizer: é tempo de renascer, florir e recomeçar! O que faz todo sentido, principalmente, se levarmos em consideração o mês de Setembro Amarelo, escolhido para falar sobre um aspecto importantíssimo da vida: saúde mental!

O mundo inteiro vem enfrentando um vírus desde Março, o que afetou drasticamente rotinas, modos de pensar, relacionar-se e viver. Em tempos de incertezas o maior desafio é manter a mente sã, a tranquilidade e a calma para superá-las da melhor maneira possível. É por isso que o autocuidado não deve ser enxergado como algo dispensável, mas necessário para viver com mais qualidade de vida!

Muitas pessoas acreditam que a saúde está ligada à ausência de doenças ou ao vigor físico, mas ela vai muito além disso – como a Organização Mundial de Saúde a define: “saúde é o completo bem-estar físico, mental e social.” Sendo assim, não faz sentido apenas ter uma alimentação saudável ou correr todos os dias sem se preocupar com a cabeça. Claro que a tendência é que as pessoas que se alimentam de forma saudável e praticam atividades físicas com regularidade sejam pessoas saudáveis mentalmente, já que alimentação e exercícios físicos juntos protegem o corpo de uma série de doenças e promovem bem-estar. Por outro lado, nem sempre essa associação acontece. 

Mais do que uma rotina de alimentação balanceada e exercícios é imprescindível ter atividades que ofereçam prazer, sem nenhum grande objetivo: fazer um curso interessante de pintura, costura, macramê, astrologia, entrar na aula de natação, yoga, pilates, meditar e assim por diante. Divertir-se é necessário para viver bem! 

Quando algo não vai bem internamente é comum que ocorra a procura por uma válvula de escape, por assim dizer. Algumas pessoas recorrem ao álcool, por exemplo, sem levar em consideração todos os seus malefícios e mais, sem pensar que o prazer oferecido é apenas momentâneo. O álcool possui substâncias depreciadoras do sistema nervoso central que podem contribuir para piorar ainda mais a saúde mental e física, tanto a curto, quanto médio e longo prazo. 

O que fazer, então, para aproveitar o momento de renascimento da primavera e cuidar da saúde mental?

♥️ Estabelecer uma rotina

Organizar as tarefas do dia a dia é fundamental para viver com qualidade de vida e evitar a ansiedade e o estresse. Às vezes você acredita que a organização é importante apenas no ambiente de trabalho, mas ela é igualmente importante na vida pessoal. Ao estabelecer uma rotina você será capaz de valorizar o seu tempo e aproveitá-lo da melhor maneira possível, sendo gentil com si mesmo!

♥️ Fazer as coisas que você gosta

Pensar em melhorar o currículo e suas qualificações é ótimo, mas não deixe que isso se torne sua única meta de vida. Faça as coisas que você gosta sem culpa e permita que isso seja prazeroso, divertido e revigorante! 

♥️ Praticar a resiliência e procurar ajuda

O que você pode aprender com o momento que está vivendo agora? Pense nisso com calma e tranquilidade, procure a melhor maneira de superar o problema e, se necessário, fale com amigos e familiares! Procurar ajuda não é um sinal de fraqueza, você não precisa tentar resolver tudo sozinho!

♥️ Continuar cuidando da sua saúde

Se você faz algum tipo de tratamento ou sente que precisa iniciar um, mesmo com a pandemia, não deixe de procurar seu médico de confiança, comparecer às consultas, realizar os exames solicitados e fazer o tratamento com os medicamentos prescritos. 

♥️  Recomeçar quantas vezes desejar

A vida é feita de ciclos, assim como as estações do ano. Nada é permanente, tudo está em constante mudança. Se tudo muda o tempo todo, por que não recomeçar? Se é para viver bem e feliz, faça isso quantas vezes desejar!

“Deixe a vida fazer com você o que a primavera faz com as flores!” (Pablo Neruda)

Conte com o Gerardo Trindade para cuidar da sua saúde!


Check-up de rotina: o diagnóstico precoce do câncer salva vidas

A prevenção do câncer pode e deve ser feita como a maioria das doenças, através de uma alimentação saudável e uma rotina regular de atividades físicas, além da realização do check-up anual. Hábitos nocivos, como o tabagismo e o álcool, devem ser eliminados da rotina a qualquer custo.

Há muitos fatores, internos e externos, que influenciam o aparecimento do câncer. Na maioria das vezes eles estão ligados ao estilo de vida, genética e a própria capacidade do organismo de se defender dessas agressões. Se você quiser saber como prevenir o câncer, é só acessar esse conteúdo aqui!

Por incrível que pareça, são raros os casos da doença que se devem exclusivamente a fatores hereditários. Isso só reforça a necessidade de mudar de vez aqueles hábitos que não contribuem em nada para a saúde, muito pelo contrário. Entretanto, quem tem casos de algum tipo de câncer na família deve, sim, redobrar os cuidados. Em que sentido? No sentido de realizar um check-up para, se for o caso, diagnosticar a doença o quanto antes e fazer o rastreamento e acompanhamento. 

Qual a diferença entre diagnóstico e rastreamento?

O objetivo do diagnóstico precoce é identificar sinais e sintomas iniciais da doença, primando pela qualidade e pela garantia da assistência em todas as etapas da linha de cuidado da doença. O diagnóstico precoce, dessa forma, é uma maneira de possibilitar terapias mais efetivas, já que contribui para a redução do estágio de apresentação do câncer. 

Já o rastreamento é uma ação dirigida àquelas pessoas sem sintomas da doença, que tem o intuito de identificar o câncer em sua fase pré-clínica, como o câncer de mama, câncer próstata ou intestino.

Exames de rotina são usados no rastreamento precoce de câncer

Um check-up anual com exames simples ajudam muito no rastreamento de vários tipos de câncer. Um simples hemograma, por exemplo, pode ajudar no diagnóstico precoce de uma leucemia. Já a pesquisa de sangue oculto nas fezes consegue sinalizar a presença de um câncer colorretal. Estes exames não fecham diagnóstico, mas sinalizam para o médico que há algo errado no organismo e dão a dica para fazer exames mais aprofundados. Por isso é fundamental a realização do check-up anual! 

Marcadores tumorais

Você já ouviu falar em marcadores tumorais? São proteínas ou outras substâncias produzidas tanto por células normais quanto por células cancerígenas, mas em quantidades maiores pelas células cancerígenas. Eles podem ser encontrados no sangue, urina, fezes, tumores ou em outros tecidos ou fluídos corporais de alguns pacientes com câncer. Existem vários marcadores tumorais em uso clínico. O PSA, por exemplo, antígeno prostático específico, é usado para rastreamento do câncer de próstata em homens assintomáticos. Alguns marcadores estão associados a apenas um tipo de câncer, enquanto outros estão relacionados a vários tipos de câncer. Mais exemplos de marcadores tumorais: alfa-feto-proteína (câncer hepático), Ca-125 (câncer de ovário), Ca-15-3 (câncer de mama), Ca19-9 (câncer de pâncreas), Ca-72-4 (câncer gástrico) e CEA (câncer colorretal).

Não esqueça de realizar o seu check-up anual e conte com o Laboratório Gerardo Trindade para cuidar da sua saúde!


Página 1 de 16